Esportes

Times jogam mal e ficam no 0 a 0

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 25 de outubro (Folhapress) - Santos e Náutico fizeram um jogo tecnicamente fraco e ficaram no 0 a 0 na noite de hoje, na Vila Belmiro, pela 33ª rodada do Nacional.

O risco de rebaixamento para as duas equipes é muito pequeno. O time paulista chegou a 43 pontos e ocupa a 11ª colocação. Com um ponto a menos, a equipe pernambucana fica na 13ª posição.

O jogo parecia treino. A bola corria bastante, mas os times eram pouco criativos e erravam muitos passes desde o início do primeiro tempo. O Náutico apostava em contra-ataques, mas não oferecia risco à meta santista.

Para o Santos, foi a oportunidade de testar jogadores como Galhardo -que se recuperou de contusão- Felipe Anderson e Patito Rodríguez, que reapareceu como titular. Mas o time não criava -Neymar chegou a reclamar várias vezes da falta de opções.

Aos 32min, o Náutico teve a chance de abrir o placar. Rogério recebeu a bola na área, driblou Gerson Magrão e acabou derrubado. O atacante Kieza, porém, desperdiçou a cobrança -a bola acertou a trave.

No segundo tempo, o técnico santista Muricy Ramalho escalou Bernardo no lugar de Patito Rodríguez. E foi de Bernardo a única oportunidade real para o Santos sair com a vitória. Após cruzamento, o meio-campista cabeceou para o gol, mas Gideão evitou o tento santista.

Agora, o Santos só volta a atuar no dia 3 de novembro, contra o Cruzeiro, fora de casa. Um dia depois, o Náutico recebe o Inter.



SANTOS

Rafael; Galhardo (Bill), Bruno Rodrigo, Durval e Gerson Magrão; Adriano (Henrique), Arouca e Felipe Anderson; Patito Rodríguez (Bernardo), Neymar e André. Técnico: Muricy Ramalho



NÁUTICO

Gideão; Patric, Alemão, Jean Rolt e Douglas Santos (João Paulo); Elicarlos, Souza (Josa), Martinez e Rhayner; Rogério (Kim) e Kieza. Técnico: Alexandre Gallo



Estádio: Vila Belmiro, em Santos

Árbitro: Fabricio Neves Correia

Cartões amarelos: Gerson Magrão, Felipe Anderson (S), Patric, Alemão e Martinez (N)

Renda: R$ 98.080

Público: 6.256 pagantes
 

continua após publicidade