Esportes

Reunião após jogo encerra polêmica entre Ceni e técnico

Da Redação ·
O São Paulo agiu rápido para evitar que o embate entre Rogério Ceni e Ney Franco virasse uma bola de neve capaz de minar o grupo na reta final da temporada. O capitão e o treinador se reuniram pouco após a entrevista coletiva realizada após o empate com a LDU de Loja e acertaram os ponteiros sobre a atitude acintosa do jogador pedindo a entrada de Cícero na equipe para forçar o jogo aéreo. Ney Franco ficou visivelmente contrariado com o goleiro e não só não atendeu a solicitação (mandou Willian José a campo) como o questionou publicamente e disse que não aceitaria ingerências no seu trabalho. "Não gostei. Eu sou o treinador, quem decide sou eu", falou o comandante. O vice de futebol João Paulo de Jesus Lopes atribuiu o entrevero ao excesso de vontade em campo e garantiu que o assunto está encerrado e devidamente superado. "Isso está superado, as partes conversaram e perceberam que foi muito do calor do jogo. O Rogério e o Ney são profissionais vencedores, que querem ganhar sempre e isso às vezes acarreta situações mais acaloradas, mas posso garantir que eles estão muito bem", explicou o dirigente. O São Paulo se reapresenta nesta quinta-feira à tarde e Ney Franco terá uma conversa com o grupo sobre o fraco contra os equatorianos. O treinador disse que o episódio com Rogério será abordado diante de todo o elenco para evitar a impressão de que o assunto não está resolvido.
continua após publicidade