Esportes

Com novo ânimo, Figueirense tenta manter esperança

Da Redação ·
O Figueirense inicia nesta quarta-feira, a partir das 22 horas, contra o Botafogo, a série de dois jogos em seus domínios que vai definir seu futuro no Brasileirão. Vice-lanterna da competição, com 28 pontos, a equipe catarinense abre o primeiro de dois confrontos num intervalo de cinco dias no Estádio Orlando Scarpelli exclusivamente pautado em vitórias para fugir do rebaixamento para a segunda divisão. Uma vitória nesta quarta-feira diante do Botafogo e outra contra a Portuguesa, no sábado, também em Florianópolis, representará um grande salto na corrida do Figueirense contra a queda para a segunda divisão. A esperança do clube catarinense renasceu a partir da vitória de virada diante do Internacional, na semana passada, em Porto Alegre. Para enfrentar o Botafogo, o Figueirense contará com o retorno do volante Túlio e do zagueiro João Paulo. A entrada do meia Botti é outra alteração no time. "O Ronny é importante na armação das jogadas, mas ele afunila muito. O Botti, além de marcar, também tem potencial na criação", explicou o técnico Márcio Goiano. A diretoria do clube bem que tentou, mas teve seu pedido para escalar o atacante Loco Abreu negado pelo Botafogo. Uma cláusula do contrato assinado quando o jogador uruguaio deixou a equipe carioca para jogar no Figueirense o impede de enfrentar seu ex-time.
continua após publicidade