Esportes

Com salários atrasados, elenco do Juventude não treina

Da Redação ·
Com salários atrasados, os jogadores do Juventude, que disputou a Série D do Campeonato Brasileiro, fizeram uma paralisação nesta terça-feira. Em protesto contra a situação financeira, os atletas foram até o Estádio Alfredo Jaconi para o treino da tarde, se reuniram no vestiário, e voltaram de lá sem o uniforme de treino, indo todos embora sem passar pelo gramado. Mais tarde, o superintendente de futebol do Juventude, Alexandre Barroso, negou o que a imprensa local chamou de "greve" e disse que os jogadores vão retomar os trabalhos na quarta-feira. De acordo com ele, os salários serão pagos nos próximos dias, "senão horas". "Fomos pegos de surpresa. O Juventude tem um histórico de honrar compromissos. Pontualmente vivemos um momento de dificuldades, face às várias conjecturas econômicas. Estamos com dificuldade de arcar com o pagamento de salários dos jogadores. É prerrogativa da direção pagar os salários e eles serão quitados em questão de dias, senão horas", garantiu o dirigente. O Juventude chegou a jogar 13 temporadas seguidas na primeira divisão do Campeonato Brasileiro, sendo rebaixado em 2007. Depois de duas quedas consecutivas, em 2009 e 2010, a equipe agora joga a quarta divisão - Série D. Neste ano, o time de Caxias do Sul foi eliminado nas oitavas de final, pelo Cianorte. Atualmente a preocupação do Juventude é com Copa Federação Gaúcha. A equipe vem de uma vitória sobre o Novo Hamburgo, que a classificou para as quartas de final.
continua após publicidade