Esportes

Luis Fabiano vira preocupação dupla para o São Paulo

Da Redação ·
Figura central da derrota para o Flamengo, o atacante Luis Fabiano é motivo de dor de cabeça dupla para o técnico Ney Franco. Uma surgiu com a saída no intervalo do jogo, com dores musculares na coxa esquerda. A outra foi motivada por mais um pênalti perdido, o segundo em dois jogos. Se a decisão de deixá-lo cobrar as penalidades se dá para facilitar a busca da artilharia da competição, o treinador não diz, mas reforça confiança no seu atacante e reitera que ele irá fazer novas cobranças se a ocasião assim determinar. O comandante são-paulino também se mostra certo de que Luis Fabiano terá rápida recuperação, a ponto de cogitar escalá-lo na partida desta quarta-feira contra a LDU de Loja, do Equador, pela Copa Sul-Americana, no Morumbi. Mas o mais provável é que o artilheiro tricolor seja preservado para o duelo contra o Sport, no sábado, no Recife, quando o posto no grupo dos quatro primeiros do Campeonato Brasileiro pode estar em jogo. "Não é uma contusão grave. Se não jogar na quarta, acho que joga no domingo (na verdade, o jogo é sábado). Embora não possamos definir isso agora", disse Ney Franco, após ver o time desperdiçar a chance de abrir oito pontos de vantagem para o Vasco, quinto colocado e que joga na quarta pela 32.ª rodada. Apesar da confiança de que esta lesão não será tão significativa quanto outras que o camisa 9 sofreu na competição, Ney Franco admite que uma possível perda de Luis Fabiano na reta final de duas competições pode ser muito prejudicial. O atacante deixou os vestiários do Engenhão caminhando normalmente e sem aparentar sentir dor maior na coxa. "Ele faz falta, claro. Sempre que não joga faz falta. Quando saiu no intervalo, perdemos força ofensiva", analisou o treinador, que adianta que tem como opções Willian José, Cícero e Ademilson como seus substitutos para quarta. "Mas não faço mágica. Só espero que quem entrar possa fazer um bom trabalho como homem de definição". Segundo o técnico, a derrota, que interrompeu uma série de quatro triunfos consecutivos, deve ser bem digerida pelo grupo e não pode trazer reflexos para as próximas rodadas. "Não podemos jogar por terra todo o trabalho por causa desta derrota. Temos condições de iniciar uma nova boa sequência na competição. De toda forma, vamos nos manter no G4 nesta rodada, que não foi tão boa para nós quanto a última". Perguntado por diversas vezes sobre o fato de o goleiro Rogério Ceni não realizar recentemente cobranças de pênalti, Ney Franco admitiu apenas que a partir de agora deve definir um cobrador antes de cada partida. "Mas vamos tomar essa decisão internamente". Ele admitiu que não havia um batedor definido antes do jogo contra o Flamengo, mas rejeitou erro em deixar Luis Fabiano cobrar tendo em vista a sua última cobrança contra o Atlético Goianiense. "Estamos falando de um jogador experiente. Ele pegou a bola com confiança. Não perdemos o jogo por causa disso. Vamos definir os próximos cobradores com antecedência, mas não será por causa dos últimos erros que o Luis não vai mais cobrar nenhum pênalti na vida", completou Ney Franco.
continua após publicidade