Esportes

Lesão de Ganso cicatriza, e tratamento está no fim

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 19 de outubro (Folhapress) - O São Paulo anunciou hoje que a lesão do meia-atacante Paulo Henrique Ganso no músculo reto femural da coxa esquerda está cicatrizada. De acordo com o clube, a cicatrização da contusão foi confirmada através de "exames de controle (ultrassonografia), realizados nessa semana". Com isso, o jogador recebeu um aumento de carga no trabalho que vem sendo realizado no Reffis (centro de reabilitação do clube). "Com o resultado dos exames, entraremos numa fase importante da reabilitação: a reta final", disse o fisioterapeuta do São Paulo, Luiz Rosan. "Estou me sentindo super bem e não vejo a hora de estrear. O dia a dia da fisioterapia é muito cansativo e repetitivo e sinto a cada dia estar mais próximo do retorno. O time vive grande fase e quero dar minha contribuição nesta reta final de temporada", declarou Ganso. Apesar da ansiedade do meia, o departamento médico são-paulino ainda não se pronunciou sobre uma possível data para a estreia do jogador. O clube informou apenas que na próxima semana Ganso passará por uma avaliação isocinética (que analisa força muscular de uma pessoa) para aferir possíveis déficits musculares. Após a avaliação, "o São Paulo se posicionará sobre a conduta e novas diretrizes a serem seguidas na reabilitação de atleta". Ganso não joga desde o dia 29 de agosto, quando sofreu uma lesão no jogo entre Santos e Bahia. Ele foi contratado pelo São Paulo no dia 21 de setembro.  

continua após publicidade