Esportes

Impasse com DIS freia saída de Ganso, confirma Santos

Da Redação ·
O Santos decidiu se pronunciar nesta quarta-feira sobre a negociação de Paulo Henrique Ganso com o São Paulo. A diretoria do clube da Vila Belmiro confirmou que gostou da proposta feita pelo time do Morumbi, mas também admitiu que um impasse com a DIS, empresa que tem parte dos direitos do jogador, está impedindo que a transferência seja concluída. "Os assessores jurídicos do Santos não recomendam a negociação enquanto houver pendências na Justiça envolvendo parte dos direitos econômicos do atleta junto à empresa DIS. Esta situação é de conhecimento do São Paulo", explicou o clube da Baixada, em nota. Além dos R$23,8 milhões pela transferência, que o São Paulo já conseguiu atingir, o Santos quer agora que a DIS perdoe uma dívida de R$4 milhões referentes à transferência do meia Wesley (hoje no Palmeiras) para o Werder Bremen. O valor equivale a metade dos R$8 milhões que o grupo deveria receber pelos 25% dos direitos do atleta. A briga é antiga, corre na Justiça e a empresa conseguiu penhorar 20% das receitas do clube para conseguir receber o dinheiro. Em termos práticos, Ganso passaria a custar quase R$28 milhões. Isto gerou um impasse, porque a DIS já avisou que se nega a aceitar a imposição. Desta forma, ou o grupo e o clube da Vila Belmiro se acertam ou a transferência pode ser cancelada. Entre São Paulo e Santos as conversas evoluíram nos últimos dias, e o acerto parecia próximo, mas o novo entrave voltou a dificultar a conclusão. O que pode dificultar ainda mais a finalização da transferência é o pouco tempo hábil, já que os clubes têm até esta sexta-feira para inscrever novos reforços para o Campeonato Brasileiro. Com isso, ou as partes acertam a negociação nos próximos dias, ou o São Paulo não poderá contar com Ganso neste Brasileirão.
continua após publicidade