Esportes

Cristiano Ronaldo marca no fim, e Real vence o City de virada

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 18 de setembro (Folhapress) - O Real Madrid ficou duas vezes atrás do placar em sua estreia na Copa dos Campeões. Porém, com um gol de Cristiano Ronaldo aos 45min da segunda etapa, a equipe espanhola conseguiu a virada por 3 a 2 sobre o Manchester City, hoje, no Santiago Bernabéu.

Com o resultado, o Real lidera o Grupo D com três pontos. Leva vantagem sobre o Borussia Dortmund, que venceu o Ajax por 1 a 0, no critério dos gols marcados.

Este grupo é considerado da morte, pois todos os clubes foram campeões nacionais na última temporada.

O time espanhol contou com o brasileiro Marcelo na equipe titular, enquanto Kaká ficou no banco. No Cty, o lateral Maicon foi substituído no segundo tempo.

Em meio a um tratamento de choque pelo mau início no Campeonato Espanhol, o técnico José Mourinho deixou Sérgio Ramos e Özil no banco de reservas. Na zaga, ele optou pelo jovem Varane, de 19 anos, e na armação das jogadas escalou o argentino Di María. O recém-contratado Essien, reserva no Chelsea, também ganhou uma chance na equipe titular.

Já o treinador italiano Roberto Mancini, do Manchester City, colocou em campo uma formação pouco ousada, só com Tevez no ataque.

No primeiro tempo, os números mostraram quem queria a vitória. O Real chutou 16 vezes à meta defendida por Hart contra apenas uma tentativa do time inglês. A equipe espanhola ainda teve 60% de posse de bola.

Os jogadores mais perigosos dos mandantes eram Cristiano Ronaldo e Di María. Com chutes de média distância, eles quase fizeram o primeiro gol madridista na partida. No entanto, faltou pontaria. Higuaín também desperdiçou duas oportunidades.

Para piorar a situação do City, o meia Nasri se machucou. Mancini compôs o meio de campo com Kolarov, que geralmente atua na lateral esquerda.

No segundo tempo, o Real continuou a pressionar e a perder gols. O lateral esquerdo Marcelo tentou em dois arremates de fora da área.

Para segurar a pressão, o técnico do City tirou o armador David Silva, aplaudido pela torcida espanhola, e colocou Dzeko. Tevez foi recuado para a meia.

No contra-ataque iniciado pelo argentino, Yaya Touré arrancou e serviu Dzeko. Livre, o bósnio bateu na saída de Casillas para fazer City 1 a 0.

Mourinho respondeu imediatamente. Já havia colocado Özil e apostou nos ofensivos Benzema e Modric. Ao mesmo tempo, no clube inglês, Maicon cedeu a vaga para Zabaleta.

Aos 31min, Marcelo recebeu na ponta esquerda, puxou para o pé direito e acertou o ângulo de Hart para igualar o marcador.

Até o fim da partida, o Real buscou a todo custo a virada, mas foi o City que marcou aos 40min em uma cobrança de falta de Kolarov.

Nem deu tempo de comemorar. Dois minutos depois, Benzema recebeu na meia-lua, girou sobre a marcação e empatou o duelo.

Já aos 45min, Cristiano Ronaldo chutou forte, o goleiro Hart falhou e o Real conseguiu uma virada incrível.
 

continua após publicidade