Esportes

Time de Ney Franco vence em casa e retorna à briga pelo G4

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 15 de setembro (Folhapress) - Após quatro rodadas, o São Paulo se reencontrou com a vitória hoje, ao vencer a Portuguesa por 3 a 1 no Morumbi, em jogo válido pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. Osvaldo, Bruno Cortez e Luis Fabiano marcaram os gols da equipe tricolor; Bruno Mineiro anotou o único da Portuguesa. Com três atacantes escalados, o São Paulo entrou em campo e pressionou o adversário nos primeiros minutos do jogo. Abriu o placar aos 5min, mas não manteve o ritmo e permitiu o empate ainda na etapa inicial, aos 36. No segundo tempo, contou com a grande inspiração de Lucas e suas assistências para ampliar a vantagem. A vitória levou a equipe do Morumbi aos 39 pontos e à quinta colocação do Campeonato Brasileiro. O Vasco --último do G4-- tem 42 pontos e joga neste domingo contra o Cruzeiro. Já a Portuguesa estacionou nos 29 pontos e está na 12ª posição da tabela. Na próxima rodada, sábado às 21h, enfrenta o Santos no Pacaembu. No domingo, às 16h, o São Paulo recebe o Cruzeiro no Morumbi. O jogo Escalado com três atacantes pelo técnico Ney Franco, o São Paulo imprimiu um ritmo forte no início do primeiro tempo. Foram três boas oportunidades em 5min -a terceira, convertida por Osvaldo, depois do rebote cedido por Dida num chute de Luis Fabiano. Logo aos 2min, Maicon assustou o goleiro da Portuguesa ao arriscar de fora da área. A bola saiu bem próxima à trave. Na sequência, Luis Fabiano recebeu pela direita e se livrou da marcação de Gustavo, mas finalizou no meio do gol. Dida defendeu sem problema. Diante das dificuldades da Portuguesa, os donos da casa deram a impressão de que o placar seria elástico no primeiro tempo. Luis Fabiano recebeu um cruzamento caprichado de Jadson e cabeceou por cima do gol, aos 21min. Aos poucos, o São Paulo perdeu o fôlego. Insistiu demais nas jogadas pelo meio, enquanto as laterais do campo estavam praticamente livres. Do outro lado, os visitantes começaram a ensaiar algumas idas ao ataque, porém, esbarravam nos próprios erros. As finalizações de longa distância de Moisés, aos 19min, e Léo Silva, aos 30, não ameaçaram o gol tricolor. Até que, aos 36, num erro do São Paulo, a Portuguesa chegou ao empate. Após um chutão para frente da zaga lusa, Rafael Tolói desviou de cabeça e colocou a bola nos pés de Bruno Mineiro. O atacante bateu no canto esquerdo de Rogério Ceni e deixou tudo igual no Morumbi. Na etapa complementar, a defesa da Portuguesa se acertou e tentou dificultar a vida da equipe tricolor. Aos 11min, entretanto, Bruno Cortez ampliou a vantagem para o São Paulo. A jogada teve início com Osvaldo, que acreditou pela esquerda e cruzou no capricho da linha de fundo. A bola caiu nos pés de Lucas e o camisa 7 arrematou de primeira. Cortez desviou para o gol e balançou as redes no Morumbi. Depois do tento, Ney Franco sacou Osvaldo e colocou Casemiro, deixando o time mais defensivo. Ainda assim, aos 32min, os donos da casa marcaram o terceiro gol. Maicon inverteu para Lucas na direita e, mesmo marcado, ele conduziu até a linha de fundo e passou no jeito para Luis Fabiano. O camisa 9 chegou por trás e também deixou o seu. A partir daí, a marcação da Lusa se desorganizou novamente e deu espaço para o São Paulo continuar no ataque. Cícero ainda teve chance antes do apito final, mas chutou em cima de Dida. Assim, o placar permaneceu em 3 a 1 para os donos da casa, que se reencontraram com a vitória após quatro rodadas. SÃO PAULO Rogério Ceni; Wellington, Rhodolfo, Rafael Tolói e Cortez; Denilson, Maicon (Cícero) e Jadson (Paulo Assunção); Osvaldo (Casemiro), Lucas e Luis Fabiano. Técnico: Ney Franco PORTUGUESA Dida; Luis Ricardo (Bruninho), Gustavo, Valdomiro e Marcelo Cordeiro (Diego Viana); Ferdinando, Léo Silva, Boquita e Moisés; Ananias (Rodriguinho) e Bruno Mineiro. Técnico: Geninho Estádio: Morumbi, em São Paulo Árbitro: Paulo César Oliveira Gols: Osvaldo, aos 5, e Bruno Mineiro, aos 36min do 1º tempo; Bruno Cortez, aos 11, e Luis Fabiano, aos 32min do 2º tempo Cartões amarelos: Rafael Tolói (S); Valdomiro e Moisés (P)  

continua após publicidade