Esportes

Governo quer incluir 100 mil voluntários a mais na Copa

Da Redação ·
A Fifa vai utilizar cerca de 22 mil voluntários para a Copa das Confederações (7 mil) do próximo ano e para o Mundial de 2014 (15 mil), mas o governo brasileiro pretende multiplicar esse número por mais de cinco. Gilmar Tadeu Ribeiro Alves, secretário especial de Articulação de São Paulo para a Copa, revelou que Aldo Rebelo, ministro dos Esportes, já sinalizou com a inclusão de um contingente bem maior. "É preciso ampliar e trabalhamos com a ideia de incluir mais 100 mil voluntários para todo Brasil", disse. Com isso, o número chegaria a 122 mil e esse novo exército de trabalhadores exerceria outras funções. "Os voluntários da Fifa ficam mais nos estádios e aeroportos. Precisamos de gente em outros lugares, como pontos turísticos. Eles passariam pelo treinamento básico da Fifa, mas teriam papéis diferentes. E todos usariam os mesmos uniformes", explicou Tadeu, lembrando que esse contingente maior ajudaria inclusive com a segurança do evento. O dirigente esteve em Londres, durante os Jogos Olímpicos, e prestou bastante atenção no trabalho dos voluntários, que estavam por toda a cidade. "Eles ajudaram a quebrar aquela imagem que tínhamos dos ingleses. Estavam sempre sorrindo e eram atenciosos. Aqui, no nosso caso, precisaremos qualificar o pessoal", comentou, citando ainda que não está definida a divisão desses 122 mil voluntários pelas sedes. "Será de acordo com o tamanho de São Paulo". O interesse para participar do processo de escolha foi tão grande que a Fifa decidiu prorrogar os prazos de inscrição para os voluntários. Em 15 dias, quase 110 mil pessoas se inscreveram de 130 países diferentes.
continua após publicidade