Esportes

Presidente da CBF indica que Neymar não será liberado

Da Redação ·

Por Martín Fernandez, Enviado especial RECIFE, PE, 10 de setembro (Folhapress) - O presidente da CBF, José Maria Marin, respondeu hoje a um novo pedido do Santos para liberar Neymar da seleção brasileira. O técnico Muricy Ramalho pediu publicamente para que o atacante não fosse convocado para os jogos contra a Argentina, pelo Superclássico das Américas, nos dias 19 de setembro e 3 de outubro. "A CBF pensa no que é melhor para a seleção brasileira", disse o cartola em Recife, onde hoje a seleção enfrenta a China, às 22h. "Temos uma grande responsabilidade com a Copa do Mundo e a Copa das Confederações. A prioridade é a seleção." Em entrevista exclusiva à Folha de S.Paulo, publicada hoje, o técnico Mano Menezes afirmou que "a seleção precisa estar acima dos clubes".  

continua após publicidade