Esportes

Bruno Senna admite falta de competitividade da Williams

Da Redação ·
O brasileiro Bruno Senna vai largar apenas da 13ª posição no GP da Itália, mas admitiu que não esperava conseguir um resultado melhor no treino de classificação, realizado neste sábado no circuito de Monza. O piloto da Williams reconheceu que falta competitividade ao seu carro, o que já tinha sido observado nos treinos livres de sexta-feira. "Acho que faltou um pouquinho no carro e também faltou um pouquinho na volta. Seria difícil passar para o Q3 hoje, o Pastor também sofreu um pouco. Acho que a gente está um pouco fora", disse Bruno Senna, em entrevista à TV Globo, após ser eliminado na segunda parte do treino de classificado, assim como o venezuelano Pastor Maldonado, seu companheiro de equipe na Williams. Bruno Senna explicou que o seu carro se mostrou mais competitivo com os pneus duros, como aconteceu na primeira parte do treino de classificação, quando foi o nono piloto mais rápido. "No Q1, o carro estava mais competitivo com o pneu duro do que com o médio", disse. Assim, Bruno Senna aposta em uma boa estratégia para somar pontos no GP da Itália. "Vamos ter vários jogos de pneus novos, então teremos que fazer a estratégia funcionar e ver o que acontece", afirmou.
continua após publicidade