Esportes

Com risco de cair, time paulista traz de volta lateral desempregado

Da Redação ·

Por Luiz Consenzo e Milton Pazzi Jr. SÃO PAULO, SP, 4 de setembro (Folhapress) - Com risco de ser rebaixado, o Palmeiras acertou a contratação de um novo reforço já conhecido da torcida. O vice-presidente do clube, Roberto Frizzo, confirmou hoje a chegada do lateral esquerdo Leandro, que já teve passagens pelo clube nas temporadas de 2007 e 2008. O jogador, que estava sem clube desde dezembro, quando deixou o Atlético-MG, vai assinar contrato até o final da temporada. "Já está tudo certo com o Leandro. Ele vai fazer exames hoje e vai assinar até dezembro", disse Frizzo. "Não tem problema [o período sem jogar]. Ele está bem, está magrinho. É um jogador tarimbado e já teve uma excelente passagem pelo Palmeiras", acrescentou. No clube, Leandro conquistou apenas o Paulista de 2008. A lateral esquerda é um dos setores mais carentes do elenco. O técnico Luiz Felipe Scolari tem apenas Juninho. Fernandinho, reserva imediato, passou por uma cirurgia para reconstrução do ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo em agosto. Ele deverá ficar afastado dos gramados por aproximadamente oito meses. O Palmeiras é o 18º colocado no Campeonato Brasileiro, com 17 pontos - cinco a menos do que o Coritiba, primeiro time fora da zona de rebaixamento. A equipe volta a jogar quinta-feira contra o Sport, às 21h, no Pacaembu. Obina Quem vê o atacante Obina e não o conhece vai estranhar sua alegria constante, mesmo com o Palmeiras sem vencer há quatro jogos e na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Sua preocupação é disfarçada pelas brincadeiras, com a intenção de ajudar o time, garante o atacante. "No treino está alegre, mas não estamos aqui de brincadeira. Sorriso é meu, ninguém vai tirar isso. Situação é difícil, muito difícil, mas a gente está aqui para ajudar o Palmeiras a sair dessa situação, independente do adversário. Já passei por isso no Atlético-MG, Flamengo, e não pode deixar desesperar", disse. Na entrevista coletiva na tarde de hoje na Academia de Futebol, o atacante admitiu que a prioridade é fugir do rebaixamento. "Estamos lutando para ganhar qualquer ponto que seja, com gol de qualquer jogador. Se tivesse vitória de meio a zero eu estava feliz. Eu, se tiver a chance, quero fazer o meu, mas o importante agora é o time ganhar jogos". O atacante indicou o que deve ser o pensamento de quem entrar em campo contra o Sport, no Pacaembu. "Tem de ter inteligência, não querer fazer tudo de uma vez só. O importante é não tomar gols e fazer". Mas não entrou em detalhes. Com a possibilidade de ser titular - disputa a posição com Betinho - ele reconhece a falta de Barcos (na seleção argentina), mas aponta um lado positivo. "A seleção é bom para ele, aqui temos de fazer nossa parte. Quem entrar tem de fazer o melhor. Com ele em campo ajudo mais na marcação, sem ele posso ficar mais na área, vamos ver". Nos jogos, ele aponta como problema a tensão. "A gente fica nervoso de perder gol no treino. Nos jogos o tempo vai passando e a bola não entra, fica tenso. Tem de ter tranquilidade e evitar isso".  

continua após publicidade