Esportes

Para Roth, 1.º gol foi decidiu vitória do Cruzeiro

Da Redação ·
O Cruzeiro venceu o Náutico por 3 a 0 no último domingo, em casa, pela 21.ª rodada do Campeonato Brasileiro, mas o resultado não refletiu o que foi a partida. O time mineiro teve muita dificuldade para furar o bloqueio adversário e só conseguiu abrir o placar aos 29 minutos do segundo tempo, com Borges, aproveitando confusão na área. Para o técnico Celso Roth, esse gol foi fundamental para que a equipe ganhasse tranquilidade e decidisse o confronto. "O que mudou a história da partida, e o que muda a história de uma partida, é o gol", declarou. "O que realmente fez com que o Élber se achasse no jogo, foi o gol do Borges. Porque aí nós mudamos o nosso ataque, e o Wallyson não estava conseguindo fazer a jogada em velocidade. Colocamos o Élber pelo lado direito, o Sandro (Silva) no lugar do Borges e aí ficou bom para jogar. O Náutico veio para cima, abriu espaços e levou 3 a 0", completou. Roth ainda explicou que suas alterações não vinham dando certo antes do primeiro gol. "Nós abrimos o time antes do gol, colocamos três atacantes, e quando nós colocamos o Wellington (Paulista) e tiramos o Charles, que se machucou, nós colocamos o Wallyson pela meia, ficando com três atacantes. Não funcionou. Aí colocamos o Élber nesta posição, que é a posição originária dele, um meia que sai pelos lados em velocidade. Aí tivemos a felicidade de fazer o gol". Muito elogiado pelo treinador, Élber viveu um momento especial no domingo, ao marcar o segundo gol cruzeirense e seu primeiro como profissional. Na comemoração, o jovem jogador de 20 anos extravasou a alegria, tirou a camisa, colocou-a no chão e ficou beijando o símbolo do clube, onde chegou ainda garoto. "Foi uma felicidade enorme! Estou aqui no Cruzeiro desde os 13 anos, são mais de cinco anos no clube. Tenho que agradecer à diretoria, ao grupo, principalmente ao treinador, que vem me apoiando e me dando força, e à torcida. O cartão foi merecido, mas foi por uma boa causa. Espero cada vez mais me firmar entre os profissionais e fazer mais gols", comentou. Wellington Paulista também viveu um dia importante, já que marcou o terceiro gol, em sua 150.ª partida pelo Cruzeiro. "Graças a Deus conseguindo mais uma marca importantíssima para mim. O importante é entrar em campo e corresponder à altura, principalmente com gols, para aumentar a minha média, que é muito boa neste ano. Estou no clube há quase três anos, sempre fazendo gols, e quero continuar assim", disse.
continua após publicidade