Esportes

Itália interroga jogadores suspeitos de manipulação

Da Redação ·
Os jogadores italianos Andrea Ranocchia, Domenico Criscito e Leonardo Bonucci foram interrogados nesta segunda-feira pelos promotores que investigam o mais recente escândalo de manipulação de resultados no país. Ranocchia, zagueiro da Inter de Milão, é investigado por suspeitas de que cometeu delitos quando jogava pelo Bari na temporada 2009/2010. "Tudo está bem", disse o jogador, de 24 anos, após ser interrogado durante 50 minutos pelos procuradores da Federação Italiana de Futebol. A audiência de Criscito durou cerca de uma hora e meia. O jogador foi dispensado da seleção italiana que disputou a Eurocopa depois que a polícia o interrogou na concentração da equipe pouco antes do começo do torneio. Ele atualmente joga pelo Zenit e está sob suspeita em relação ao período em que defendia o Genoa. O zagueiro foi interrogado especificamente sobre uma partida entre o seu ex-clube e a Lazio em maio de 2011, que foi vencida por 4 a 2 pelo clube de Roma. Bonucci, zagueiro da Juventus, foi interrogado pela época em que jogou no Bari, especificamente sobre o empate por 3 a 3 com a Udinese, em maio de 2010. O jogador se recusou a falar com a imprensa depois de uma audiência de duas horas. Ao menos 50 pessoas foram presas por envolvimento com o escândalo. Antonio Conte, técnico que faturou o título da última edição do Campeonato Italiano, também foi interrogado pelo período em que foi técnico do Siena, na temporada 2010/2011. "Inclusive nos momentos mais obscuros e dolorosos desta história, sempre tive fé nos investigadores", disse Conte, nesta segunda-feira. "Pude esclarecer a situação na minha audiência, disse uma verdade crível. Estou tranquilo".
continua após publicidade