Esportes

Corinthians bate Náutico e deixa a zona de rebaixamento

Da Redação ·
O Corinthians conseguiu sua segunda vitória no Campeonato Brasileiro neste sábado, ao derrotar o Náutico por 2 a 1, de virada, no Pacaembu, pela nona rodada. Foi também o primeiro resultado positivo da equipe depois do título da Libertadores, o que fez com que ela deixasse a zona de rebaixamento da competição nacional. A vitória levou o time paulista aos oito pontos, subindo da 19.ª para a 13.ª colocação. Na próxima rodada, os comandados do técnico Tite voltam a campo na quarta-feira, quando enfrentam o Flamengo, no Engenhão. Já o Náutico, que ficou na 11.ª posição, com dez pontos, recebe a Ponte Preta, no mesmo dia, nos Aflitos. O sábado ainda marcou a primeira partida de Emerson depois do título da Libertadores. Herói da conquista, ao marcar duas vezes na decisão diante do Boca Juniors, o atacante vinha sentindo dores no tornozelo esquerdo e ficou de fora das partidas contra Sport e Botafogo. O JOGO - O confronto começou movimentado e o Náutico comandou as ações nos primeiros minutos. A equipe pernambucana pressionava, e chegou a ter cinco escanteio nos primeiros quatro minutos. Em um deles, Cássio saiu mal do gol após cobrança da direita, Chicão dividiu com Araújo e a bola passou perto. O ritmo acelerado se refletia nos ânimos dos jogadores. Logo aos 5 minutos Emerson recebeu um cartão amarelo por reclamação, depois de sofrer falta dura. Um minuto depois, o Corinthians chegou com muito perigo. Depois de boa troca de passes, Danilo recebeu na marca do pênalti, girou sobre a marcação e bateu. Felipe fez ótima defesa. O jogo era tão movimentado que as duas equipes marcaram em sequência. Aos 20 minutos, Elicarlos tentou o toque pela esquerda, a bola bateu em Chicão e voltou para ele. O volante dominou na meia-lua e bateu no canto esquerdo de Cássio, que não alcançou. Não deu nem tempo para a torcida pernambucana comemorar. Um minuto depois, Paulinho recebeu na intermediária e deu grande lançamento para Danilo. O meia ajeitou dentro da área, pelo lado esquerdo, e bateu cruzado, sem chances para Felipe. O gol fez o Corinthians crescer no jogo. A equipe chegava com facilidade na beira da área do adversário, mas errava o último passe. Em contrapartida, o Náutico se fechou na defesa e o ritmo diminuiu consideravelmente. Romarinho tentou incendiar, com jogadas individuais, e Martinez respondeu, com um bom chute de fora da área, mas o primeiro tempo terminou empatado. Na volta para a etapa final, o Corinthians foi para cima e teve uma ótima chance logo aos três minutos. Danilo desviou cobrança de lateral para o meio da área, Romarinho subiu mais que a zaga e cabeceou com perigo. No minuto seguinte, a equipe virou o placar, em gol "chorado". Emerson fez boa jogada pela esquerda e cruzou. Ronaldo Alves desviou contra a própria meta e acertou a trave. No rebote, Paulinho tirou a zaga e bateu no travessão. A bola voltou para Fábio Santos, que ajeitou para Danilo. O meia bateu cruzado e marcou. Com a vantagem no placar, o Corinthians recuou e o Náutico foi para cima, mas não conseguia levar perigo. O técnico Tite, vendo o maior volume do adversário, promoveu a entrada de Edenilson no lugar de Romarinho. Foi o retorno do volante depois de dois meses afastado por uma lesão no pé esquerdo. A mudança fez com que o time da casa ganhasse mais força no contra-ataque e em uma jogada assim quase marcou o terceiro. Paulinho deu ótima enfiada de bola para Emerson, que bateu cruzado, em cima de Felipe. Aos 44 minutos, o Náutico quase empatou. Depois de uma saída de Cássio, Romero aproveitou o rebote e tentou encobrir, mas a bola tocou no travessão.

FICHA TÉCNICA:


CORINTHIANS 2 x 1 NÁUTICO


CORINTHIANS - Cássio; Welder, Chicão, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Alex (Douglas) e Danilo; Romarinho (Edenilson) e Emerson. Técnico - Tite.


NÁUTICO - Felipe; Alessandro (Glaydson), Ronaldo Alves, Jean Rolt e Lúcio; Elicarlos, Martinez (Breitner), Souza e Rhayner; Kim (Andrés Romero) e Araújo. Técnico - Alexandre Gallo.


GOLS - Elicarlos, aos 20, e Danilo, aos 21 minutos do primeiro tempo. Danilo, aos 4 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Wagner Reway (MT).

CARTÕES AMARELOS - Emerson, Martinez, Elicarlos, Lúcio.

RENDA - R$ 735.470,00.

PÚBLICO - 23.198 pagantes.

LOCAL - Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).

continua após publicidade