Esportes

Flamengo desiste de liberar público no treino da seleção

Da Redação ·
O Flamengo pretendia liberar a entrada de torcedores para o treino da seleção brasileira desta sexta-feira, realizado na Gávea, sede do clube. A diretoria esperava cobrar R$ 10 das pessoas que quisessem acompanhar a atividade tática comandada por Mano Menezes, mas decidiu voltar atrás. Ao dar a justificativa para a desistência, o Flamengo entrou em contradição com a CBF. De acordo com o clube carioca, a entidade pediu para que a entrada de torcedores não fosse liberada, para que o trabalho tivesse mais privacidade. A CBF, no entanto, negou que tenha feito o pedido e disse que o veto à presença de público não partiu da entidade. O fato é que a entrada de torcedores foi proibida, o que fez com que apenas sócios do clube e alunos de escolinha de futebol pudessem acompanhar a atividade. Neste sábado, Mano Menezes dará sequência aos treinamentos. Pela manhã, os jogadores voltarão a trabalhar na Gávea, enquanto à tarde voltam ao campo da Escola de Educação Física do Exército, na Urca, zona sul do Rio, onde treinaram na última quarta e quinta.
continua após publicidade