Esportes

Feliz, Elkeson quer seguir como atacante no Botafogo

Da Redação ·
As saídas de Loco Abreu e Herrera deixaram o técnico Oswaldo de Oliveira sem opções para escalar o ataque do Botafogo. O meia Elkeson passou a ser utilizado no setor e a improvisação deu certo. Em duas partidas como centroavante, o jogador marcou três gols e esqueceu o mau momento vivido no início deste ano, quando perdeu a vaga no time e quase foi negociado com o exterior. "É um momento bom para mim. Estou com a cabeça boa. Decidi a minha vida profissional e minha mãe está recuperada", declarou, lembrando da cirurgia pela qual sua mãe passou recentemente. "As chegadas do Seedorf e do Rafael Marques também mudaram o ambiente e mexeram muito com nós jogadores", completou. Coincidência ou não, nas duas partidas em que atuou no ataque Elkeson foi peça fundamental para as vitórias contra Bahia e Corinthians. Habituado à nova função, o jogador não quer saber de voltar a atuar como meia e já se coloca à disposição de Oswaldo de Oliveira para seguir jogando mais avançado. "Atacante, agora sou atacante. Estou feliz. O mais importante é ajudar a equipe", disse o jogador, antes de comentar sobre os gols nas últimas partidas. "Foi o mais importante para mim. Agora é manter a regularidade e a cabeça boa. Vamos ter muito tempo pra trabalhar e com certeza conseguiremos títulos porque estamos com a cabeça de campeão". Um dos destaques da campanha botafoguense no Campeonato Brasileiro do ano passado, Elkeson não manteve o mesmo desempenho nesta temporada e acabou perdendo espaço. Insatisfeito, viu seu nome ser envolvido em diversas especulações de negociações com clubes da Europa. Agora, no entanto, ele se diz feliz e não quer saber de deixar o time carioca. "Não tem coisa melhor que estar feliz onde se está. As coisas ficam mais fáceis comigo com a cabeça voltada somente para o Botafogo. Estou mais tranquilo e já estou com metas. Trabalho sempre com isso. Minhas metas são fazer muitos gols e ajudar ao Botafogo"
continua após publicidade