Esportes

Vettel exalta equilíbrio em temporada imprevisível da F1

Da Redação ·

Terceiro colocado no Mundial de Pilotos, com 100 pontos, após a realização de nova provas, o alemão Sebastian Vettel avaliou nesta sexta-feira ser difícil apontar exatamente quais são os candidatos ao título da temporada 2012 da Fórmula 1. Para ele, o equilíbrio da temporada impede previsões neste momento. O bicampeão, porém, destacou o desempenho do espanhol Fernando Alonso e do inglês Lewis Hamilton.


"No momento ainda está muito competitivo. Vários pilotos estão em um nível semelhante, como os resultados mostram. Há três de nós dentro de 29 pontos depois de nove corridas. Eu acho que os pilotos que se destacam neste momento são Fernando (Alonso) - ele é um dos pilotos mais completos - e Lewis (Hamilton), que é muito rápido, embora tenha tido um pouco de azar em Silverstone", disse, ao site oficial da Fórmula 1.


Vettel lembrou que o desempenho dos pilotos tem variado há cada prova, o que aumenta a imprevisibilidade do campeonato. "Mas, novamente há vários outros. Michael (Schumacher) ainda está no jogo, eu não acho que ele perdeu. A verdade é que seu desempenho é tão bom quanto você e o pacote que você tem, e que pode mudar a cada quinzena", afirmou.


O alemão está com 29 pontos a menos do que o líder Alonso e também 13 atrás do australiano Mark Webber, que ocupa o segundo lugar no Mundial de Pilotos e é seu companheiro na Red Bull. Agora, Vettel vai buscar a sua primeira vitória em casa, no GP da Alemanha, em 22 de julho.


"Claro, é sempre uma corrida especial, sem dúvida. Por isso, é diferente, sim. Mas por outro lado, você não ganha mais pontos lá, por isso vou aproveitar o fim de semana e fazer o meu melhor. Isso é evidente", disse.


Ao comentar o seu relacionamento com os outros pilotos, Vettel fez elogios ao finlandês Kimi Raikkonen. "O que eu admiro são as pessoas fundamentadas e resistentes a todos os tipos de murmúrios. Kimi Raikkonen, por exemplo. Você pode gostar dele ou não, mas ele vive a sua maneira. Ele faz as coisas que ele identificou como dignas para ele e não está tentando ser querido por todos. Pelo menos ele não dá essa impressão", comentou.


Assim, Vettel destacou a personalidade do campeão mundial de 2007. "Ele é direto e honesto, e ele lhe diz se está em um dia ruim. Ele é real. Ele não é político. Ele nunca está tramando algo. Se ele não quer lhe dizer uma coisa que ele vai dizer e não vai te enrolar. Ele não faz rodeios", disse.

continua após publicidade