Esportes

Terry é inocentado de acusação de racismo na Inglaterra

Da Redação ·
John Terry, capitão do Chelsea, foi inocentado nesta sexta-feira da acusação de racismo feita contra ele por um adversário durante jogo do Campeonato Inglês, em um dos casos de maior repercussão negativa envolvendo um jogador de futebol. O zagueiro foi acusado pelo também defensor Anton Ferdinand, do Queens Park Rangers, de cometer ato racista em confronto realizado em outubro do ano passado. Por causa da acusação, Terry acabou perdendo o posto de capitão da seleção inglesa, em decisão tomada pela Associação de Futebol da Inglaterra (FA, na sigla em inglês) que acabou motivando Fabio Capello a deixar o comando da equipe nacional do país. O italiano não concordou com a medida tomada pela entidade e pediu demissão do cargo. Depois de cinco dias de julgamento em um tribunal de Londres, o juiz Howard Riddle decidiu inocentar Terry, que era acusado de ter insultado Ferdinand. O jogador do Chelsea disse que usou a palavra "negro" para se dirigir a atleta do Rangers para questionar a acusação e não para ofendê-lo em campo naquela ocasião. Ele alegou que usou a palavra de forma sarcástica. Ao anunciar o seu veredicto, Howard Riddle afirmou que é "altamente improvável que Ferdinand acusou Terry no campo o chamando de preto (no sentido de palavrão)" e disse que o jogador é inocente diante da acusação de "delito de alteração de ordem pública com agravante social", feita pela procuradoria britânica em dezembro passado. Na época, a acusação foi feita com base em um vídeo no qual o atleta aparece xingando o zagueiro do Rangers com termos supostamente racistas. O juiz entendeu que as provas de racismo apresentadas por Ferdinand "não foram fortes" e o julgamento acabou só acontecendo agora, a pedido do Chelsea, para que o defensor pudesse disputar a última Eurocopa pela seleção inglesa. Terry corria o risco de ser multado em até 2,5 mil libras (cerca de R$ 3.150) se o tribunal desse ganho de caso a Ferdinand. Se isso ocorresse, ele se tornaria o primeiro jogador de elite do futebol inglês a ser condenado por apresentar atitude racista durante um jogo.
continua após publicidade