Esportes

Santos volta a perder na Libertadores

Da Redação ·
Com Elano e Ganso apagados  e sob chuva de objetos atirados por torcedores no gramado, o Santos voltou a perder na altitude de La Paz
fonte: Agências
Com Elano e Ganso apagados e sob chuva de objetos atirados por torcedores no gramado, o Santos voltou a perder na altitude de La Paz

Com Elano e Ganso apagados  e sob chuva de objetos atirados por torcedores no gramado, o Santos voltou a perder na altitude de La Paz, desta vez diante do Bolívar, por 2 a 1, no jogo de ida das oitavas de final da Libertadores. No dia 10, o Peixe só precisa vencer por 1 a 0 por ter marcado fora de casa.

Foi a segunda derrota do time brasileiro no Estádio Hernando Siles. A primeira aconteceu diante do The Strongest, pelo mesmo placar, na fase de grupos.

Os bolivianos usaram o que tinham a seu favor, o fato de estarem acostumados com o ar rarefeito. Na altitude (3. 660 metros), a bola corre mais e, assim, o time mandante experimentou sempre que pôde os tiros de longa distância. Na primeira oportunidade abriu o placar logo a um minuto, em cobrança de falta. Campos soltou a bomba, a bola tocou na trave esquerda, nas costas do goleiro Rafael e entrou.

O campo de má qualidade e a grama molhada também prejudicaram o toque de bola. O time só deu o primeiro chute a gol aos 15 minutos. Após lançamento de Maranhão, a zaga afastou mal e Ganso emendou, mas em cima de Frontini. Só que o árbitro Enrique Osses já havia marcado impedimento de Juan, que se projetava pela esquerda.

Aos 33 minutos do primeiro tempo, Neymar recebeu de Borges, driblou Frontini e foi derrubado na entrada da área. Elano cobrou, Arguelo fez a defesa parcial, a bola tocou na trave direita e Maranhão aproveitou a sobra para empatar (1 a 1).

No segundo tempo a partida seguiu tecnicamente fraco, com muito perde e ganha por causa da forte marcação dos dois lados. Mas os bolivianos viram que o empate não era bom negócio e foram para cima. Embora fraco, o time achou outro gol em outra cobrança de falta de Campos. O lateral bateu rasteiro da intermediária, Rafael demorou a pular e a bola entrou no canto esquerdo (2 a 1), aos 29 minutos.

 

 

continua após publicidade