Esportes

Heroicamente, Flu bate o Santos com gol aos 50 do segundo tempo

Da Redação ·
 Márcio Rosário é agarrado por Euzébio e Marquinho na comemoração da vitória. Autor do terceiro gol, zagueiro entrou no lugar de Fred por causa da expulsão de Digão
fonte: Dhavid Normando/Photocamera
Márcio Rosário é agarrado por Euzébio e Marquinho na comemoração da vitória. Autor do terceiro gol, zagueiro entrou no lugar de Fred por causa da expulsão de Digão

Com um gol de Márcio Rosário nos acréscimos, o Fluminense derrotou o Santos por 3 a 2 em partida com final emocionante, disputada na noite deste sábado no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

continua após publicidade

O resultado fez o Tricolor das Laranjeiras chegar aos 44 pontos e seguir em quinto lugar no Campeonato Brasileiro. O Santos, que sofreu sua segunda derrota consecutiva ficou mais longe dos primeiros lugares na tabela de classificação. O Peixe está em 11º lugar com 35 pontos ganhos.

continua após publicidade

O resultado fez justiça ao desempenho da equipe Tricolor. O Fluminense encontrou muita dificuldade para segurar o Peixe no início da partida, mas se recuperou a partir da entrada de Deco no intervalo do jogo. O Santos esteve muito bem no primeiro tempo, mas caiu de produção na etapa complementar, com Neymar bem marcado e mostrando desgaste físico, principalmente no final da partida.

Na próxima rodada o Fluminense enfrentará o Flamengo no clássico carioca. O Santos vai encarar o Palmeiras.

continua após publicidade

O Jogo - O Fluminense começou a partida tentando segurar a posse de bola com a troca de passes curtos, mas o Santos mostrou que sua disposição era diferente e logo no primeiro minuto, Neymar arriscou de fora da área, mas mandou a bola para fora. Logo depois foi a vez de Elano bater falta e Diego Cavalieri defender com alguma dificuldade.

continua após publicidade

Aos cinco minutos, novamente Elano apareceu na entrada da área e tricolor e mandou a bomba que o goleiro do Fluminense defendeu em dois tempos. O time de Muricy Ramalho seguia pressionando, enquanto o Tricolor das Laranjeiras apenas tentava bloquear os avanços do adversário. Aos sete, Neymar investiu pela esquerda, se livrou de Mariano e cruzou para Borges que não conseguiu alcançar a bola.

continua após publicidade

O Fluminense, que entrou com Martinucio no lugar de Rafael Sobis, só começou a respirar depois dos dez minutos, quando seus jogadores de meio-campo passaram a segurar mais a bola, tentando impedir que a pressão santista continuasse.

Aos 12 minutos, o Santos novamente assustou a defesa tricolor em chute de Borges que obrigou Diego Cavalieri a se esticar para mandar a bola para escanteio. O goleiro do Fluminense brilhou novamente aos 15 minutos, quando defendeu um chute de Alan Kardec, que aproveitou a cobrança de falta executada por Elano.

continua após publicidade

O Fluminense criou sua primeira grande oportunidade aos 17 minutos. Marquinho recebeu na ponta esquerda e cruzou para a a cabeceada de Fred, mas Rafael fez grande defesa, impedindo o gol Tricolor. O lance animou a equipe comandada por Abel Braga e o goleiro Rafael teve que sair nos pés de Fred aos 20 minutos para evitar a conclusão do atacante.

continua após publicidade

A partida ficou aberta, com os dois times buscando o primeiro gol. Aos 23 minutos, Arouca descobriu Neymar dentro da área e o atacante deu um chapéu em Leandro Euzébio e bateu por cima.

continua após publicidade

Logo depois, o lateral Danilo pediu para sair, sendo substituído por Adriano. Foi nesse momento em que o meia Marquinho teve a melhor oportunidade de marcar pelo Flu, aos 28 minutos. Ele recebeu livre na frente do goleiro Rafael, mas chutou em cima do goleiro da equipe paulista.

O Santos abriu o marcador aos 32 minutos. Neymar foi lançado pela esquerda e bateu cruzado. Apesar de o chute não ter saído muito forte, o goleiro Diego Cavalieri não conseguiu fazer a defesa.

continua após publicidade

O gol não abalou o Fluminense, que chegou ao empate aos 39 minutos. Fred deu ótimo passe para Marquinho, que chutou para a defesa parcial de Rafael. No rebote, o meia chutou para as redes, deixando tudo igual. O gol animou o time da casa que quase ampliou o placar em chute cruzado de Edinho que Lanzini não conseguiu alcançar.

continua após publicidade

O Fluminense voltou para o segundo tempo com Deco no lugar de Lanzini numa tentativa de Abel Braga de dar mais criatividade ao time. E o Tricolor começou mais impetuoso ofensivamente e, logo aos dois minutos, Fred, de cabeça, obrigou Rafael a fazer sua primeira defesa. Aos quatro minutos, Deco cobra falta e o goleiro Rafael sai muito mal, Leandro Euzébio cabeceia na trave, desperdiçando grande chance de desempatar o jogo.

continua após publicidade

O Fluminense tentava impedir que Neymar tivesse liberdade e Edinho foi o encarregado de vigiar o craque santista. Os dois times não mostravam a agressividade da etapa inicial e pareciam mais preocupados em evitar o gol do adversário do que estabelecer uma vantagem.

As duas equipes erravam muitos passes e o técnico Abel Braga tentou dar mais força ao ataque da equipe carioca trocando Martinucio por Rafael Sobis.

continua após publicidade

Aos 24 minutos, Diego Cavalieri apareceu nem cobrança de falta executada por Elano, espalmando par escanteio.

E o Fluminense acabou desempatando a partida aos 27 minutos. Rafael Sobis dominou na entrada da área e chutou com violência, sem qualquer chance de defesa para Rafael.

Em desvantagem, Muricy Ramalho decidiu gastar seus últimos cartuchos trocando os volantes Arouca e Elano pelo meia Ibson e pelo atacante colombiano Renteria. E Renteria que fazia sua estreia com a camisa santista recebeu logo um ótimo passe de Neymar mas chutou nas mãos de Diego Cavalieri.

Logo depois o zagueiro Digão entrou com violência sobre Renteria e foi expulso de campo. Na cobrança da falta, Neymar chutou com violência e Cavalieri fez ótima defesa.

Com um jogador a menos, o time carioca recuou para defender o resultado. Fred saiu para dar lugar ao zagueiro Márcio Rosário. Só que a tentativa não deu certo. Aos 44 minutos, Renteria recebeu bom passe e bateu para definir o resultado da partida.

Quando tudo indicava que a partida terminaria empatada, Rafael Sobis cobrou escanteio e Márcio Rosário usou a cabeça para dar a vitória ao Tricolor das Laranjeiras.