Esportes

Diego Souza e Borges podem ser convocados para a Seleção Brasileira

Da Redação ·
Diego Souza e Borges devem ser convocados para a Seleção Brasileira
fonte: Arquivo
Diego Souza e Borges devem ser convocados para a Seleção Brasileira

Por mérito, Diego Souza e Borges serão as novidades para o próximo jogo do Brasil contra a Argentina. Diego, que Mano conhece de outros carnavais, tem sido figura de proa nessa campanha magnífica do Vasco, campeão da Copa do Brasil e líder do Brasileirão, e merece uma chamada pontual como essa.

continua após publicidade

E Borges, apesar da idade que conspira contra ele a longo prazo, está voando no ataque do Santos e é artilheiro disparado do campeonato nacional, enquanto Fred oscila no comando do ataque do Flu.

continua após publicidade

Nada mais justo para ambos.

Mas, pensando lá na frente, a boa nova é que o menino Oscar, muito provavelmente, começará jogando contra os hermanos, pois esse tem sido o nó da Seleção de Mano.

continua após publicidade

Com as ausências constantes de Ganso, é achar agulha em palheiro um substituto brasileiro para a meia de armação. Oscar cumpriu essa função com louvor no Mundial Sub-20, conforme me confirmou Ney Franco no Bem, Amigos.

continua após publicidade

No Inter, Oscar joga mais avançado, como um segundo atacante, e, mesmo assim, dá conta do recado. Mas, o Inter tem D’Alessandro para cumprir a função de armador. A Seleção, não.

continua após publicidade

Mas, também, Diego Souza possa fazer esse papel, embora não seja exatamente a sua.

O certo é que Lucas, tão indicado para essa posição, não tem o perfil exato – é mais um meia-ponta ofensivo, capaz de criar lances contundentes em penetrações velozes e decoradas por dribles insinuantes.

continua após publicidade

Douglas, em excelente fase no Grêmio, poderia ser tentado como uma alternativa. Mas, a única lembrança de Douglas na Seleção foi aquele vacilo no meio do campo que resultou no gol de Messi. Justamente contra a Argentina.

Logo…

continua após publicidade

VASCOO!

continua após publicidade

O que faz do Vasco líder do Brasileirão? Entre outras coisas, a cuca fresca. Já classificado para a Libertadores, não lhe resta neste complemento de temporada se não brigar pelo título nacional.

Além do mais, tem um bom time, tão bom que é capaz de jogar sem Felipe e Juninho Pernambucano, seus principais armadores, e mesmo assim seguir avante.

continua após publicidade

Por fim, o drama vivido por Ricardo Gomes, seu mentor, em vez de provocar funda depressão no grupo, estimulou-o a buscar algo mais.

continua após publicidade

Nesta quinta, o Vascão recebe em São Januário o Atlético GO, que começou lá embaixo, mas vem ascendendo progressivamente e perigosamente para o Almirante.

continua após publicidade

Não será fácil, mas desconfio que o Vasco manterá sua liderança.

CLÁSSICO DELICADO

continua após publicidade

Esse é um clássico cheio de dedos. As duas diretorias se odeiam, o Timão está abaixo do Tricolor na tabela, e o último resultado, no primeiro turno, é um desafio para o São Paulo: 5 a 0 para o Corinthians.

Ambos seguem à espera de dois artilheiros eméritos – Luís Fabuloso e o Imperador Adriano. E apostam suas fichas em Liedson e Dagoberto, que volta ao time tricolor.

O diabo é a bola chegar de jeito para esses goleadores.

Alex, a grande esperança alvinegra ainda não atingiu seu melhor estágio. E, ainda por cima, sofreu um trauma na cabeça delicado, no último jogo.

Lucas é o menino-prodígio do São Paulo, mas o fato é que não tem correspondido a tanta expectativa nas últimas partidas.

Não dá, sinceramente, para prever o desfecho desse clássico. Só dá para suspeitar que o peso emocional do jogo, em caso de derrota do Timão, será tamanho que o esforço para evitar que ele o empurre para o buraco negro do campeonato.