Esportes

Teixeira promete 6 estádios até 2012 e afirma que trabalha sem alarde

Da Redação ·
 A mil dias da Copa de 2014, Ricardo Teixeira emitiu comunicado demonstrando otimismo
fonte: Ricardo Matsukawa/Terra
A mil dias da Copa de 2014, Ricardo Teixeira emitiu comunicado demonstrando otimismo

Presidente do Comitê Organizador Local (COL) para a Copa do Mundo de 2014 e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira emitiu um comunicado nesta sexta-feira, a mil dias do início do torneio. Em uma longa carta, o cartola diz ver notáveis avanços nas obras para o torneio, declarou trabalhar sem alarde e previu que metade dos 12 estádios previstos para o torneio estará pronta até o final do ano que vem.

continua após publicidade
continua após publicidade

"A mil dias do início da Copa do Mundo, podemos comemorar alguns fatos relevantes. Porém, o mais significativo é que hoje há um consenso em todo o mundo de que o Brasil cumprirá o seu papel", declarou Ricardo Teixeira. "A sociedade percebeu que as obras dos estádios estão andando e que o trabalho está sendo feito. Foi uma luta conjunta, sem alarde, do Comitê Organizador Local com as 12 sedes, por meio de prefeituras e governos estaduais", acrescentou o mandatário do COL e da CBF.

Teixeira ainda citou o surgimento de uma "consciência coletiva" de que todos os compromissos serão cumpridos e ainda mencionou o país que recebeu a Copa do ano passado, que também foi alvo de questionamentos. "Na África do Sul, diziam que não haveria Copa do Mundo. Questionamentos e pressões são normais e fazem parte do processo de desenvolvimento de um projeto desta magnitude", discorreu.

continua após publicidade

Apesar de nenhum dos 12 estádios para a Copa de 2014 estarem prontos, Ricardo Teixeira vê que o trabalho está "indo muito bem" e "sob controle". "Tenho convicção de que teremos pelo menos seis estádios prontos já no fim de 2012, para a Copa das Confederações", afirmou, visando ao torneio de 2013, realizado um ano antes do Mundial.

continua após publicidade

No que foge ao âmbito esportivo, Teixeira admitiu certa preocupação, mas não deixou o otimismo de lado. "Já vencemos várias etapas, mas temos a certeza de que há muito a fazer, inclusive com ações imediatas. É verdade que alguns projetos ainda não estão como gostaríamos. Mas tenho certeza de que tudo estará pronto na época correta. Acredito que os aeroportos - que são uma grande preocupação - assim como as obras de mobilidade urbana, que são muito importantes, serão viabilizados pelos entes responsáveis", declarou.

continua após publicidade

"A mil dias do início da Copa do Mundo da FIFA, podemos comemorar alguns fatos relevantes. Porém, o mais significativo é que hoje há um consenso em todo o mundo de que o Brasil cumprirá o seu papel. A sociedade percebeu que as obras dos estádios estão andando e que o trabalho está sendo feito. Foi uma luta conjunta, sem alarde, do Comitê Organizador Local com as 12 sedes, através de prefeituras e governos estaduais. As informações imprecisas dão lugar, cada vez mais, a uma consciência coletiva de que vamos cumprir com tudo o que nos comprometemos.

O trabalho do Comitê Organizador Local, cujo foco principal está na área dos estádios, está indo muito bem. Aliás, esta sempre foi uma certeza nossa e sempre dissemos que tudo está sob controle, já que este monitoramento é feito regularmente pelo COL há mais de um ano, com imagens e relatórios detalhados e trabalhando com as sedes. Tenho convicção de que teremos pelo menos seis estádios prontos já ao fim de 2012, para a Copa das Confederações da FIFA. Os estádios estarão preparados e farão as correções necessárias após esta primeira competição para que na Copa do Mundo da FIFA estejam todos funcionando de maneira perfeita. Nossa parceria com as sedes deve seguir estreita, com nossos técnicos acompanhando o trabalho nos estádios de perto.

continua após publicidade

Agora, a mil dias do início da maior festa do esporte no mundo, as pessoas começam a ver o resultado do trabalho das sedes aparecer. Antes, existiam estádios sendo demolidos ou que ainda iam ser erguidos. Na África do Sul, diziam que não haveria Copa do Mundo. Questionamentos e pressões são normais e fazem parte do processo de desenvolvimento de um projeto desta magnitude. À medida que o tempo vai passando, o povo vai vendo as obras acontecendo e o otimismo de todos vai aumentando naturalmente.

Já vencemos várias etapas, mas temos a certeza de que há muito a fazer, inclusive com ações imediatas. É verdade que alguns projetos ainda não estão como gostaríamos. Mas tenho certeza de que tudo estará pronto na época correta. Acredito que os aeroportos - que são uma grande preocupação - assim como as obras de mobilidade urbana, que são muito importantes, serão viabilizados pelos entes responsáveis.

continua após publicidade

Além do trabalho de monitoramento dos estádios, o COL também realizou um mapeamento dos locais em todo o país que servirão para abrigar Campos Oficiais de Treinamento (COT) e Centros de Treinamento de Seleções (CTS) durante a Copa do Mundo da FIFA. Nossos técnicos viajaram mais de 30 mil quilômetros e hoje já temos um estudo detalhado dos melhores locais para a prática do futebol no país. Foi um trabalho árduo, mas que nos dará condições de oferecer a melhor estrutura para as seleções de todo o mundo que aqui estarão em 2013 e 2014. Além disso, deixaremos outros legados importantes, como a nova cultura da segurança, com agentes de segurança privada trabalhando na orientação dos torcedores.

Atualmente, o COL já tem mais de 60 funcionários, com vários técnicos trabalhando diretamente no planejamento da Copa do Mundo da FIFA. Trata-se de uma empresa que funciona sem recursos públicos, financiada totalmente com dinheiro da FIFA e gerenciada de maneira transparente, com seus gastos monitorados em tempo real pela Ernst&Young Terco.

Já mostramos ao mundo um pouco do nosso trabalho e do que somos capazes. Estamos cumprindo o nosso cronograma de eventos de maneira rigorosa. Em 2010, lançamos a logomarca da Copa do Mundo da FIFA 2014. Este ano já escolhemos a sede do Centro de Transmissão (IBC) e a localização do escritório da FIFA e do COL. Realizamos também o Sorteio Preliminar, que foi a primeira oportunidade de mostrar o Brasil ao mundo em um evento oficial da Copa do Mundo da FIFA no país. Foi um teste muito importante, onde tudo funcionou bem e nosso país teve exposição para mais de 700 milhões de espectadores em todo o mundo.

Temos muito a fazer, repito, e nós do COL seguiremos trabalhando, sempre sem alarde, para que possamos atingir nosso objetivo e preparar o palco para uma Copa do Mundo da FIFA inesquecível".