Esportes

Furacão pode perder até dez mandos de campo por invasão de diretor

Da Redação ·
 Atlético-PR pode perder mando de campo por invasão de diretor
fonte: Agência Estado
Atlético-PR pode perder mando de campo por invasão de diretor

O Atlético-PR pode perder de um a dez mandos de campo e receber uma multa de R$ 100 a R$ 100 mil pela invasão do diretor de futebol Alfredo Ibiapina logo após o primeiro tempo do empate por 2 a 2 com Palmeiras, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro.

continua após publicidade

O clube foi denunciado pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) no artigo 213 ("deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir invasão do campo") do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva) na tarde desta quinta-feira.

Além do Atlético-PR, o diretor também será julgado. Alfredo Ibiapina foi denunciado nos artigos 243 - por "ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto" - e 258 - por "invadir local destinado à equipe de arbitragem, ou o local da partida, prova ou equivalente, durante sua realização, inclusive no intervalo regulamentar". A denúncia prevê que as penas sejam acumuladas. Com isso, Ibiapina pode ficar suspenso por até 270 dias e receber multa de R$ 100 a R$ 100 mil.

continua após publicidade

O volante Cléber Santana, que foi expulso no jogo entre Atlético-PR e Palmeiras, foi denunciado no artigo 258 por "assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva" e no 243 por ofender o árbitro. Ele pode ser suspenso por até seis partidas e receber multa de R$ 100 a R$ 100 mil.

O julgamento deve ocorrer na próxima terça-feira, dia 20, na Segunda Comissão Disciplinar do STJD

O árbitro Marcelo de Lima Henrique, que apitou o empate entre Atlético-PR e Palmeiras, relatou na súmula a invasão do diretor Alfredo Ibiapina e a expulsão do volante Cléber Santana. O juiz escreveu que o diretor proferiu as seguintes palavras: "safado, você está roubando o Atlético. Nunca mais apita aqui, seu ladrão".

Já Cléber Santana recebeu o primeiro cartão amarelo por falta no meio-campo. Ele reclamou e recebeu o segundo e consequentemente o vermelho. Marcelo de Lima Henrique afirmou que o jogador reagiu "de maneira irônica" ao primeiro cartão e ainda o xingou na saída do campo.