Esportes

Fluminense consegue virada incrível e vence Atlético-GO

Da Redação ·

O jogo parecia decidido para o Atlético-GO, que vencia por 2 a 0 até 37 minutos do segundo tempo. Mas o Fluminense conseguiu uma virada incrível, fazendo três gols em apenas oito minutos, e ganhou por 3 a 2, na noite deste sábado, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ). Os atacantes Rafael Sóbis, com dois gols, e Rafael Moura, que fez o outro, foram os heróis da vitória do time carioca.

continua após publicidade

Diante da virada, a torcida deixou o estádio aos gritos de "time de guerreiros" e confiante numa arrancada neste Campeonato Brasileiro. Foi a segunda vitória consecutiva do Fluminense, que chegou aos 31 pontos, agora na sétima colocação. Já o Atlético-GO, após acabar a série de vitórias nos cinco jogos anteriores, permanece com os mesmos 28 pontos.

continua após publicidade

Mesmo fora de casa, o Atlético-GO mostrou que poderia buscar a sexta vitória seguida logo aos 10 minutos, quando abriu o placar em Volta Redonda. O gol saiu com rapidez e precisão. O volante Bida cobrou falta com maestria, a bola entrou no ângulo e o goleiro Diego Cavalieri só pulou por dever de ofício. Não havia nada a fazer, a não ser lamentar.

continua após publicidade

Depois, por cerca de oito minutos, o Fluminense pressionou, buscou o empate de todas as maneiras, criou pelo menos três oportunidades, mas não conseguiu ser eficiente. O Atlético-GO, então, equilibrou a partida. E a torcida do time carioca, irritada, começou a pegar no pé do meia Souza. "Tira ele", gritavam os torcedores.

Antes disso, o meia-atacante Vitor Júnior, sem marcação na área adversária, mandou a bola no travessão, assustando Diego Cavalieri. Seria o segundo gol dos visitantes, o que complicaria - e muito - a vida do Fluminense. "Fazer o quê? Errei poucas vezes, mas me escolheram. Eles estão me vaiando e podem continuar", disse Souza, no intervalo.

continua após publicidade

O time carioca voltou com uma modificação para a etapa final. Atendendo ao apelo da torcida, o técnico Abel Braga tirou Souza e apostou no argentino Martinuccio. E logo aos 12 minutos o Fluminense teve um pênalti a seu favor. Mas o atacante Rafael Moura cobrou mal e desperdiçou a oportunidade - isolou a bola.

continua após publicidade

Aí, veio o castigo. O volante Diogo derrubou Vitor Júnior na área: pênalti para o time goiano, convertido pelo goleiro Márcio aos 17 minutos. O jogo, então, parecia decidido. Mas o Fluminense teve forças para buscar a virada.

Aos 37 minutos, o atacante Rafael Sóbis, que entrara no lugar de Ciro, acertou um belo chute e fez um golaço. A partida incendiou ainda mais no instante em que Rafael Sóbis carimbou a trave de Márcio. Logo em seguida, ele conseguiu marcar novamente, aproveitando o rebote do goleiro do Atlético-GO. E, já aos 45, Rafael Moura desviou de cabeça, garantindo a vitória do Fluminense.