Esportes

Botafogo vence o Palmeiras e encosta na liderança

Da Redação ·
Jogadores do Botafogo vibram com vitória sobre o Palmeiras
fonte: Ricardo Ramos / Agif/Gazeta Press
Jogadores do Botafogo vibram com vitória sobre o Palmeiras

O Botafogo confirmou sua excelente fase no Campeonato Brasileiro ao derrotar o Palmeiras por 3 a 1, em partida disputada na noite desta quarta-feira (31), no Engenhão. O resultado fez o time de General Severiano, que continua invicto no seu estádio na atual competição,chegar aos 37 pontos e agora ocupar a terceira posição na tabela de classificação. O Palmeiras que atuou desfalcado de jogadores importantes como Kléber, Valdívia e Luan, está na sexta colocação com 32 pontos ganhos.

continua após publicidade

O Botafogo teve o seu jogo contra o Santos adiado pela CBF e só voltará a jogar no dia 7 diante do Ceará. O Palmeiras recebe o Cruzeiro no próximo domingo (4).

continua após publicidade

O Botafogo começou a partida imprensando o Palmeiras contra a sua defesa e logo aos 2min, Loco Abreu fez ótimo passe para Lucas que cruzou e a bola bateu no braço de Thiago Heleno mas a arbitragem interpretou o lance como normal. A pressão alvinegra prosseguiu e aos 3min o time da casa marcou o primeiro gol.Renato cobrou escanteio da esquerda e Herrera, livre na pequena área, cabeceou sem defesa para Deola.

continua após publicidade

O time paulista adiantou o meio campo para a liberdade dos armadores alvinegros e a partida ficou equilibrada. Aos 18min, Rivaldo foi até o fundo e cruzou. A bola passou por todo mundo e Cicinho chegou para bater com violência mas jogou para longe.

A resposta do Botafogo foi imediata com um chute de Maicosuel da entrada da área que obrigou Deola a praticar grande defesa, espalmando a bola para escanteio. Na cobrança rasteira feita por Renato, a bola passou entre os zagueiros e Gustavo tocou para marcar o segundo gol aos 23min.

continua após publicidade

Sem outra alternativa, o técnico Murtosa que comandava o time paulista na beira do gramado trocou o meia Tinga pelo atacante Ricardo Bueno numa tentativa de dar mais força ofensiva à equipe.

continua após publicidade

Mesmo com a mudança o Palmeiras continuou com muita dificuldade para construir jogadas efetivas de ataque o Botafogo que administrava o resultado ainda teve uma chance de marcar o terceiro gol aos 43min, mas Maicosuel chutou fraco e permitiu que Deola fizesse uma fácil defesa.


O Palmeiras voltou com Leandro Amaro na zaga no lugar de Thiago Heleno, que não estava se sentindo bem. O time paulista continuava mais agressivo e aos 6min foi a vez de Márcio Araújo se livrar de dois marcadores e chutar por cima do travessão.

continua após publicidade

O Botafogo seguia cometendo erros na armação, principalmente pela má atuação de Elkeson que não dava sequencia às jogadas, mas aos 17min, o meia alvinegro conseguiu desarmar Cicinho e lançar Maicosuel. O atacante driblou Leandro Amaral e bateu na saída do goleiro Deola, marcando o terceiro gol do Botafogo.

continua após publicidade

Depois de sofrer mais um golpe, o Palmeiras ainda tentou não perder a motivação, buscando a marcação do primeiro gol mas esbarrando nas limitações do seu ataque. Com o jogo dominado, o Botafogo apenas tocava a bola para fazer o tempo passar e o técnico Caio Júnior decidiu poupar jogadores mais desgastados como Marcelo Mattos e Maicosuel.

Aos 46 minutos, Marcos Assunção cobrou falta, a bola desviou na barreira e enganou Jéfferson para marcar o gol de honra do Palmeiras.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 3 X 1 PALMEIRAS

Local: Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 31 de agosto de 2011 (Quarta-feira)
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Francisco Carlos Nascimento (AL)
Assistentes: Alessandro Rocha de Matos (Fifa-BA) e Erich Bandeira (Fifa-PE)
Cartão Amarelo: Cortês e Elkeson (Bota); Rivaldo e Cicinho (Pal)
Gols:
BOTAFOGO: Herrera aos três, Gustavo aos 23 minutos do primeiro tempo; Maicosuel aos 17 minutos do segundo tempo
PALMEIRAS: Marcos Assunção aos 46 minutos do segundo tempo

BOTAFOGO: Jéfferson, Lucas, Gustavo, Fábio Ferreira e Cortês; Marcelo Mattos (Lucas Zen), Renato, Elkeson e Maicosuel (Felipe Menezes); Herrera (Caio) e Loco Abreu
Técnico: Caio Junior

PALMEIRAS: Deola; Cicinho (João Vitor), Henrique, Thiago Heleno (Leandro Amaro) e Gabriel Silva; Chico, Márcio Araújo, Marcos Assunção, Tinga (Ricardo Bueno) e Rivaldo; Fernandão
Técnico: Luiz Felipe Scolari