Esportes

Em jogo equilibrado, Santos e São Paulo empatam na Vila Belmiro

Da Redação ·

Em partida equilibrada, Santos e São Paulo ficaram no empate na Vila Belmiro. Lucas e Neymar contribuíram para a beleza do jogo com dribles e jogadas magistrais, mas não conseguiram levar seus times à vitória.

continua após publicidade

O gol são-paulino resultou de uma bela jogada de Lucas, enquanto o gol alvinegrou saiu dos pés de Paulo Henrique Ganso, com um excelente arremate de fora da área. Com o empate, o São Paulo foi a 35 pontos, encerrando o primeiro turno na terceira colocação. Já o Peixe foi a 22 e permaneceu na 14ª posição, com um jogo a menos que os demais.

continua após publicidade

Na próxima rodada, o Tricolor recebe o Fluminense no Morumbi, às 21h50 de quarta-feira (31). Já o Santos vai à Porto Alegre enfrentar o Internacional, no mesmo dia e no mesmo horário, no Beira-Rio.

continua após publicidade

O jogo começou truncado, e o único lance de perigo nos primeiros 20min de jogo foi uma falta cobrada por Neymar aos 2min, que exigiu boa defesa do goleiro Rogério Ceni. No começo, o jogo foi muito truncado, com muitas faltas da intermediária, principalmente pelo lado do São Paulo, que teve João Felipe e Carlinhos Paraíba amarelados.

O jogo duro do São Paulo continuou e deixou o time com um a menos aos 28min. Dessa vez, Carlinhos Paraíba pegou Léo na lateral do campo e recebeu o segundo amarelo, que resultou em sua expulsão da partida.

continua após publicidade

O Santos só foi aproveitar a vantagem númerica aos 36min, com chute forte de Ganso, que passou rente à trave de Rogério Ceni.

continua após publicidade

Mas quem saiu na frente foi o São Paulo. Aos 45min, Lucas fez ótima jogada, deixou Durval no chão, aplicou uma meia-lua em Edu Dracena e bateu forte em direção ao gol. Rafael apenas amorteceu a bola, e o lateral Pará, em vez de evitar o gol, deu uma colaborada com o atacante são-paulino e empurrou para dentro, inaugurando o placar na Vila Belmiro.

continua após publicidade

O Santos começou o segundo tempo pressionando. Logo aos 2min, Borges fez o pivô para Léo, que mandou uma bomba de direita e assustou Rogério Ceni. Aos 12min, Neymar cobrou outra falta perigosa, mas mandou à esquerda do gol do Tricolor do Morumbi.

O São Paulo se defendia e buscava sair nos contra-ataques com Lucas e Dagoberto. Porém, foi Wellington que apareceu aos 14min para exigir boa defesa de Rafael, que saiu nos pés do volante são-paulino e afastou a bola.

continua após publicidade

Dois minutos depois, foi a vez de Dagoberto ficar cara a cara com Rafael, que, mais uma vez, salvou o Santos de levar o segundo gol na partida.

continua após publicidade

Aos 21min, o Peixe, que mantinha maior posse de bola, voltou a ameaçar. Alan Patrick dominou pelo lado direito do ataque santista e chutou com efeito para assustar Rogério Ceni. No lance seguinte, o camisa 16 tocou para Pará, que conseguiu bom cruzamento, mas a zaga do Tricolor afastou o perigo.

continua após publicidade

O técnico Muricy Ramalho tentou aumentar a pressão ao sacar Pará e colocar Alan Kardec em campo. Aos 27min, Ganso cruzou na medida para Borges, que cabeceou fraco para defesa de Rogério Ceni. O camisa 9 do Peixe teve ótima chance no minuto seguinte, após receber bom passe de Neymar dentro da área, mas exagerou na força e acabou mandando por cima do gol.

A mudança do treinador santista surtiu efeito aos 35min. Ganso tabelou com Alan Kardec, que fez o pivô e devolveu para o camisa 10, que, de perna esquerda, deu um belo chute de trivela no ângulo direito de Rogério Ceni, que nem se mexeu.

Aos 41min, Borges recebeu outra boa bola de Neymar na área, mas chutou torto. Apesar de seguir pressionando, não houve tempo para nenhum dos dois lados tentar uma reação na partida, que terminou empatada.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 1 X 1 SÃO PAULO

Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 28 de agosto de 2011, domingo
Horário: 16 horas (horário de Brasília)
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (Fifa-SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Marcio Luis Augusto (SP)
Renda: R$ 301.515,00
Público: 12.498 pagantes
Cartões amarelos: Adriano e Pará (Santos); João Filipe, Carlinhos Paraíba e Piris (São Paulo) Cartão vermelho: Carlinhos Paraíba (São Paulo)
Gols:
SANTOS: Paulo Henrique Ganso, aos 35 minutos do segundo tempo
SÃO PAULO: Lucas, aos 45 minutos do primeiro tempo

SANTOS: Rafael; Pará (Alan Kardec), Edu Dracena, Durval e Léo; Adriano (Felipe Anderson), Henrique, Danilo e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Borges
Técnico: Muricy Ramalho

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Piris, João Filipe, Rhodolfo e Juan; Wellington, Carlinhos Paraíba, Casemiro (Jean) e Cícero; Lucas (Rivaldo) e Dagoberto (Henrique)
Técnico: Adilson Batista