Esportes

Com 'vida de paulista', Adriano corre para estrear contra o Flamengo

Da Redação ·

A chance ainda é pequena, mas Adriano tem trabalhado para que sua estreia pelo Corinthians seja contra o Flamengo, no dia 7 de setembro, no Pacaembu. Em entrevista ao jornal O Globo, o Imperador falou de sua "vida de paulista", que inclui uma nova namorada, e admitiu um gostinho especial por poder retornar contra seu ex-time.

continua após publicidade

- Voltar contra o Flamengo seria muito emocionante. O clube sempre fez parte da minha vida. Todo mundo sabe que tenho carinho muito grande com o torcedor rubro-negro. Mas, é claro, que também posso ficar um pouco mais nervoso. Você está acostumado a jogar a favor e depois está contra. E, se rolar, vai ser em São Paulo e não no Maracanã (risos). Adoro o Maracanã... – disse Adriano.

O Imperador admitiu que queria voltar ao Flamengo. Afirmou “respeitar a vontade” da comissão técnica e da presidente Patrícia Amorim, mas disse ter ficado magoado e que esperava por “mais carinho” daqueles quem comandam o clube.

continua após publicidade

- Os torcedores e o grupo me queriam, mas não aconteceu.  Sempre quis jogar no Flamengo e falo isso mesmo sendo jogador do Corinthians, clube que eu vou honrar a camisa. Não estou deixando de lado o Corinthians. Eu tive a minha criação no Flamengo, né? Desde os sete anos...Um pouco mais de carinho eles deveriam ter tido comigo. E isso não tem nada a ver com os torcedores. É com o clube e o técnico.

O atacante chegou ao Corinthians em abril, com uma lesão no ombro direito. Durante um treino, machucou o tendão do pé esquerdo e precisou passar por cirurgia. Chegou a engordar 10 quilos, mas já perdeu cinco, e está na reta final da recuperação. Tite e a comissão técnica evitam cravar uma data de retorno.

O Imperador também enalteceu a amizade com Ronaldo. Ele disse que o Fenômeno tem sido um dos que mais lhe incentiva a trabalhar duro para poder estrear logo. O lateral Alessandro e o atacante Emerson Sheik são, segundo

- Acho que tenho grandes chances de entrar no coração do corintiano. Pela minha característica de jogo, de lutar e correr atrás. E faço bastante gols. Tenho de tudo para ganhar esta torcida, como ocorreu com o Ronaldo. Espero que possa ser igual, apesar de que o Ronaldo é o Ronaldo. Não dá para comparar. Ele conquistou muito mais coisas do que eu. Pensando bem, é bem difícil ser como ele é, mas vou tentar ser 60%, 70% do que ele foi para o Corinthians.