Esportes

Zico faz coro com Muricy e vê Ganso com potencial de goleador

Da Redação ·
 Zico faz coro com Muricy e vê Ganso com potencial de goleador
fonte: Gazeta Press
Zico faz coro com Muricy e vê Ganso com potencial de goleador

Na segunda-feira (15), Muricy Ramalho revelou que tem pedido para Ganso atuar mais dentro da área e ter mais vontade de fazer gols. Chegou a citar Zico como exemplo do que quer. O Galinho, por sinal, aprovou as observações do treinador, mas evitou comparações com o santista.

continua após publicidade

Ouvido pelo R7, o maior ídolo da história do Flamengo, que atuava em posição semelhante, afirmou que o estilo do camisa 10 do Santos lembra o de Rivaldo e elogiou o potencial do santista.

- Eu era mais atacante, mas o Ganso pode chegar mais na área, sim. Ele é meio parecido com o Rivaldo, parece não ser muito veloz, mas faz a bola andar, tem um baita chute, sabe concluir.

continua após publicidade

Técnico no futebol europeu e asiático, Zico vê a necessidade de Paulo Henrique Ganso, de 21 anos, ser mais “fominha” na hora de buscar o gol. Para o ex-jogador, o meia santista tem potencial para realizar o que Muricy Ramalho almeja.

- O Muricy quer que ele penetre mais, não se limite a deixar só os outros na cara do gol. O Ganso tem capacidade para isso, para marcar os gols e entrar mais na área adversária.

O Galinho, contudo, pede mais paciência com o jovem do Santos. Recuperado no fim do primeiro semestre de grave lesão no joelho esquerdo, Ganso tem participado de sequência dura de jogos.

continua após publicidade

O camisa 10 retornou na final da Libertadores e, pouco tempo depois, estava disputando a Copa América pela seleção brasileira. Antes, aos 18 anos, já havia passado por cirurgia semelhante no outro joelho.

ico, que passou pelo mesmo problema em sua carreira, ao lesionar o joelho em 1985, acredita que o jogador ainda não esteja com 100% de sua capacidade, o que só acontecerá no decorrer do Brasileiro.

- Foi a mesma lesão que eu tive. Por mais tecnologia que haja, é uma lesão séria. Mas o Ganso voltou atuando em jogos de alto nível, final de Libertadores, Copa América, onde a exigência é maior. Não é fácil. O ideal nesses casos é voltar em jogos menos desgastantes. A gente nota ele um pouco preso em campo.