Esportes

CBF ratifica permanência de Mano

Da Redação ·
Desde que Mano chegou à seleção em agosto de 2010, o Brasil perdeu amistosos para França e Argentina
fonte: Arquivo
Desde que Mano chegou à seleção em agosto de 2010, o Brasil perdeu amistosos para França e Argentina

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, ratificou nesta quarta-feira no cargo o técnico Mano Menezes, pela segunda vez em apenas um mês, depois da derrota de 3 a 2 no amistoso contra a Alemanha.

continua após publicidade

Teixeira conversou com Mano no estádio Mercedes Benz Arena na cidade de Stuttgart após o jogo para 'manifestar a completa confiança' em seu trabalho na seleção, que acaba de completar um ano, conforme comunicado da CBF.

Esta é a segunda vez em um mês em que a CBF torna público o apoio ao treinador. A primeira vez foi após a eliminação do Brasil nas quartas de final da Copa América na Argentina.

continua após publicidade

O presidente da CBF ressaltou que conhece os riscos que acarreta o processo de renovação da seleção que pediu a Mano quando o contratou um ano atrás, depois da desclassificação da equipe comandada por Dunga na Copa do Mundo da África do Sul.

'Prefiro a realidade, embora seja dura, à ilusão de vitórias sem consistência e que possam traduzir-se em perdas ainda maiores no futuro', disse Teixeira na nota, ressaltando que o Brasil vai continuar jogando contra seleções de alto nível face a sua preparação para a Copa do Mundo de 2014, que o Brasil será anfitrião.

Nos próximos meses, a seleção brasileira vai jogar contra a Itália e Espanha, a atual campeã do mundo, e em setembro vai jogar dois jogos contra a Argentina.

Desde que Mano chegou à seleção em agosto de 2010, o Brasil perdeu amistosos para França e Argentina, em ambas as ocasiões por 1 a 0, e nesta quarta-feira contra a Alemanha por 3 a 2, com gols de Schweinsteiger, Götze e Schürrle e Robinho e Neymar para a seleção brasileira.