Esportes

Corinthians só empata com o Atlético-PR e deixa a liderança do Brasileirão para o Flamengo

Da Redação ·
 O uruguaio Morro Garcia (na bola com o corintiano Ralf) perdeu um gol feito no 1º tempo
fonte: Agência Estado
O uruguaio Morro Garcia (na bola com o corintiano Ralf) perdeu um gol feito no 1º tempo

O Corinthians perdeu muitos gols em Curitiba, neste domingo (7), e parou no Atlético-PR. Com o empate por 1 a 1, na Arena da Baixada, o Timão, com um jogo a menos, deixou a liderança do Brasileiro para o Flamengo depois de oito rodadas. Os cariocas estão na ponta com 33 pontos, um a mais do que o time da capital paulista.

continua após publicidade

O próximo compromisso do time de Tite será na quarta-feira (10), contra o Santos, em jogo adiado da quinta rodada. Já o Atlético-PR, vice-lanterna, com 12 pontos, pega o São Paulo, no próximo sábado (13), no Morumbi.

Se não fosse a boa partida do goleiro do Furacão e a falta de pontaria dos atacantes, o Corinthians poderia ter saído de campo com uma vitória. O primeiro tempo foi um show de gols perdidos pelo Timão. Sem Emerson, que perdeu a vaga no time titular para o meia Alex, o técnico Tite montou a equipe de maneira diferente do que estava acostumado. Em vez de três atacantes, deixou apenas Jorge Henrique e Willian no setor ofensivo, e Danilo e Alex na armação.

continua após publicidade

Com mais gente no meio-campo, o Timão dominou o primeiro tempo. A situação comum no futebol, quando a equipe visitante geralmente começa o jogo mais fechada, aproveitando os contra-ataques, se inverteu. Tanto é que a primeira chance de gol da partida foi do Corinthians, logo aos 4min, quando Alex chutou forte da entrada da área, mas a bola foi para fora.

Danilo, duas vezes, também chegou perto de marcar, primeiro de cabeça e depois em uma bomba que o goleiro Renan Rocha defendeu. Mas foi Willian, sozinho dentro da pequena área, aos 20 min, que isolou a melhor chance do Timão na primeira etapa.

No futebol, quem não faz, toma. Depois de perder tantos gols, o Corinthians viu o árbitro marcar pênalti de Weldinho em Madson, aos 34min. Cleber Santana mandou uma bomba no meio do gol e abriu o placar para os donos da casa.

continua após publicidade

Depois do gol, o Furacão melhorou na partida, e teve duas chances para ampliar. O Timão ainda tentou empatar no final do primeiro tempo, mas Renan Rocha conseguiu defender um bom chute de Alex.

Na segunda etapa o enredo foi o mesmo do início da partida. Novamente o Corinthians começou melhor em campo, com Emerson no lugar de Jorge Henrique e Edenílson no lugar de Weldinho.

Logo no primeiro minuto, a superioridade corintiana finalmente se fez valer no placar, também através de um pênalti. Depois de boa troca de bola, Paulinho recebeu de dentro da área e foi derrubado por Cleber Santana. Alex cobrou no canto esquerdo do goleiro e empatou a partida.

continua após publicidade

A partir daí, os dois times se revezaram no ataque. O Furacão chegava bem principalmente com Madson e Branquinho. O Corinthians respondia com Emerson, Willian e Danilo, que carimbou a trave do Atlético-PR depois de bom chute aos 20min. Equilibrado, o jogo seguiu até o final sem maiores emoções e terminou em 1 a 1.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR 1 X 1 CORINTHIANS

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 7 de agosto de 2011 (domingo)
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Francisco Carlos Nascimento (AL)
Assistentes: Altermir Hausmann (Fifa-RS) e Carlos Titara da Rocha (AL)
Cartões amarelos: Mádson, Cléber Santana e Kléberson (Atlético-PR); Weldinho, Jorge Henrique, Paulinho, Chicão e Ralf (Corinthians)
Gols: ATLÉTICO-PR: Cléber Santana, aos 35 minutos do primeiro tempo
CORINTHIANS: Alex, aos 02 minutos do segundo tempo
Público: 25.334 pessoas
Renda: R$ 589.050,00

ATLÉTICO-PR: Renan Rocha; Edilson, Manoel, Fabrício e Paulinho; Deivid (Wendel), Cléber Santana, Kleberson e Marcinho (Rodriguinho); Mádson e El Morro García (Branquinho)
Técnico: Renato Gaúcho

CORINTHIANS: Danilo Fernandes; Weldinho (Edenilson), Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Danilo; Alex, Jorge Henrique (Emerson), Willian (Elias Oliveira)
Técnico: Tite