Esportes

Timão estuda esticar o contrato de Adriano por causa de grave lesão

Da Redação ·
 Mesmo machucado, Adriano está feliz no Corinthians e louco para estrear pelo clube
fonte: Agência Estado
Mesmo machucado, Adriano está feliz no Corinthians e louco para estrear pelo clube

Adriano está no Corinthians há mais de quatro meses, mas ainda não conseguiu jogar. Contratado em abril durante a recuperação da cirurgia no ombro direito, o Imperador ficou ainda mais longe dos gramados com a lesão no tendão do pé esquerdo. Enquanto o centroavante evolui no tratamento e se aproxima da estreia, a diretoria do Timão já começa a planejar a renovação contrato dele.

continua após publicidade

O atacante está vinculado ao clube até o fim de junho de 2012. Caso ele retorne em setembro, serão cinco meses sem ser utilizado. A direção cogita conversar com o atleta para estender o contrato por esse mesmo período – para novembro ou dezembro do próximo ano - sem a necessidade de um aumento salarial e o pagamento de luvas.

- Ainda não conversamos com o Adriano, mas essa é uma possibilidade que pensamos. Podemos jogar o encerramento do contrato para o fim do ano. Mas vamos esperar para falar com ele sobre isso – disse o diretor de futebol Roberto de Andrade.

continua após publicidade

Como está presto ao Corinthians até a metade da temporada seguinte, Adriano poderia assinar um pré-contrato com qualquer outro clube já no fim de 2011, época em que provavelmente estará em plena atividade. Com cinco meses a mais, o Timão ganharia tempo para até negociar um novo contrato mais longo.

O futuro de Adriano no Corinthians dependerá do desempenho dele assim que puder ser escalado por Tite. Apesar de chegar livre do acordo com o Roma, sem a necessidade do pagamento pela compra dos direitos, o jogador custa caro aos cofres alvinegros. Ainda bem longe do que o Timão pagava a Ronaldo, o Imperador tem atualmente o maior salário do elenco.

A cúpula alvinegra, aliás, é bastante cautelosa para falar sobre o que pode acontecer com o atacante nos próximos meses. A direção confia que ele conseguirá recuperar o bom futebol das temporadas anteriores e possivelmente retornar à Seleção Brasileira. Entretanto, prefere aguardar, principalmente depois do desempenho abaixo da média na passagem pelo clube da capital italiana