Especial

Oito pessoas morreram nas estradas do Paraná no último feriado

.

PRF registrou oito mortes durante os cinco dias de operação nas rodovias federais do estado. (Foto - PRF)
PRF registrou oito mortes durante os cinco dias de operação nas rodovias federais do estado. (Foto - PRF)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou oito mortes durante os cinco dias da Operação Christi deste ano nas rodovias federais do Paraná. Apesar do saldo ser triste, este é o terceiro ano consecutivo em que a PRF registra queda no total de mortes ocorridas nesta operação no estado.

No feriado de Corpus Christi de 2014 houve 17 mortes. Em 2015, foram 12. E no ano passado foram nove. Entre a última quarta-feira (14) e domingo (18), a PRF registrou 139 acidentes e 135 pessoas feridas. No mesmo feriado de 2016, houve 159 acidentes e 117 feridos.

Os agentes da PRF flagraram 115 motoristas dirigindo embriagados, praticamente um a cada hora. Outros 695 foram multados por efetuar manobras de ultrapassagens proibidas e 9,3 mil tiveram as imagens de suas placas capturadas por radares portáteis da PRF, por transitar acima dos limites máximos de velocidade.

A Polícia Rodoviária Federal abordou ainda 46 veículos nos quais crianças eram transportadas sem cadeirinha, bebê-conforto ou assento de elevação. Durante a operação, a PRF também apreendeu 65 pistolas, 2.460 munições e 687 quilos de maconha no Paraná.

Acidentes fatais - Todas as oito mortes registradas durante o feriado no Paraná ocorreram em trechos de reta, e com pista seca. Entre as causas dos acidentes fatais estão desatenção do motorista ou do pedestre, ultrapassagem indevida e velocidade incompatível. Quatro pessoas morreram em colisões frontais. Entre as oito vítimas mortas estão um ciclista, um pedestre e um motociclista.