Especial

Férias aumentam procura por reforço na segurança

Da Redação ·
 Obstáculos como cercas eletrificadas ajudam a inibir a ação dos bandidos, aponta a PM
fonte: Arquivo TN
Obstáculos como cercas eletrificadas ajudam a inibir a ação dos bandidos, aponta a PM

Deixar a casa sozinha nas férias de verão tem os seus riscos. Para não ter uma surpresa no retorno, moradores de Apucarana estão investindo em artifícios para reforçar a segurança durante o período de ausência. Somente as câmeras de monitoramento e as cercas elétricas já somam 70% de aumento na procura nesta época do ano, segundo o gerente de uma empresa do setor, Juarez Souza. “São medidas preventivas que a cada dia têm mostrado mais interesse por parte do público”, comenta.

continua após publicidade


Ele relata que a demanda por pacotes de vigilância também lidera os serviços prestados na área em dezembro. De alarmes a rondas, os programas custam menos de R$ 100 por mês.


“Geralmente, as pessoas que já têm sistemas de alarme controlados por elas mesmas preferem nos contratar neste período para fazer esse monitoramento enquanto estiverem fora”, diz.

continua após publicidade


Outra opção para quem vai viajar no final do ano é a contratação de vigilantes exclusivos. “O pessoal tem saído e deixado seguranças em casa, fazendo cobertura 24 horas. Os profissionais têm comunicação direta com a central de monitoramento”, comenta o gerente de outra empresa especializada no setor, Antônio César da Silva. O valor do serviço gira em torno de R$ 70 o turno de 12 horas.


Para o chefe interino da Companhia de Policiamento Urbano de Apucarana, tenente Diego Petrélli, quanto mais obstáculos uma residência apresentar, menos estímulo os ladrões terão para tentar arromba-la. “Se ele for escolher entre uma casa que tem alarme ou cercas eletrificadas e uma que não tem, pode tentar entrar primeiro na residência sem reforço na segurança”, aponta.


Ele recomenda que os moradores procurem ainda manter sempre o contato com os vizinhos. “Quem fica também precisa acionar a polícia ao ouvir qualquer barulho ou movimentação estranha na casa ao lado. Hoje é o vizinho quem viaja, mas amanhã pode ser quem está em casa”, sustenta.

continua após publicidade

PM recomenda cuidado

continua após publicidade


De acordo com a Polícia Militar (PM), é no final do ano que mais agem os ladrões nas residências. Se aproveitando da ausência dos moradores, eles levam desde eletrodomésticos a joias e outros objetos de valor.

continua após publicidade

Bem por isso, o chefe interino da Companhia de Policiamento de Apucarana, tenente da PM Diego Petrélli, sugere que as pessoas tomem cuidados como o desligamento de campainhas e telefones enquanto estiverem fora. “O ladrão pode ficar chamando no telefone para ver se tem gente em casa. Evitar deixar luzes acesas durante o dia também é importante para não dar indícios de que o local está sozinho”, salienta.

Ter um cachorro de grande porte, segundo o policial, pode ajudar ainda a intimidar os assaltantes. Suspender a entrega de jornais durante a viagem é fundamental para não chamar atenção. Grades nas janelas também são um reforço essencial. (A.L.)