Especial

Queda de avião em Cuba não deixa sobreviventes

Da Redação ·
 Equipes de resgate e voluntários trabalham na região onde avião da Aerocaribean caiu
fonte: Reuters
Equipes de resgate e voluntários trabalham na região onde avião da Aerocaribean caiu

Um avião da Aerocaribbean com 68 pessoas a bordo caiu na região central de Cuba nesta quinta-feira (4), matando todos seus ocupantes, informam as agências internacionais de notícias, que citam como fonte o portal Cubadebate.cu. A informação de que não há sobreviventes também é creditada à radio e à rede de TV estatais.

continua após publicidade

Das 68 pessoas a bordo, 61 seriam passageiros e sete integrariam a tripulação.

A imprensa estatal cubana ainda informa que já dispõe da lista com os nomes dos ocupantes da aeronave. Do total de ocupantes do avião, 40 seriam cubanos, e 28, estrangeiros, sendo nove argentinos, sete mexicanos, três holandeses, dois alemães, dois austríacos, um espanhol, um francês, um italiano, um japonês e um venezuelano.

continua após publicidade

As agências de notícias também informam que a aeronave que sofreu a queda é um turboélice ATR-72, que fazia a rota entre Santiago de Cuba e Havana.

O avião teria caído numa região rural, de difícil acesso, da aldeia de Guasimal, na província de Sancti Spiritus. Após a queda, a aeronave pegou fogo.

As autoridades locais informaram que criaram uma comissão para organizar o resgate de corpos, que conta com socorristas e voluntários, e também para investigar as causas do acidente, ainda desconhecidas.

Segundo a rede de TV estatal, a torre de controle do Aeroporto de Santiago de Cuba perdeu contato com a aeronave pouco depois de receber um alerta de situação de emergência. O avião tinha acabado de decolar.