Especial

Polícia vai entrar na casa do BBB para ouvir participante que diz ter matado jovem

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP - A polícia do Rio de Janeiro informou nesta quinta-feira (22) que vai entrar na casa do "Big Brother Brasil" (Globo) para tomar o depoimento do participante Luan.
O carioca, que é ex-militar, contou aos colegas na terça-feira (20) que já matou uma pessoa.
O homicídio teria acontecido em 2010, quando Luan tinha apenas 18 anos. Ele afirma que matou um menor de idade, de 16 anos, no Complexo do Alemão, quando integrava o 8º Grupo de Artilharia.
Segundo informou a polícia, uma equipe da Divisão de Homicídios da Capital (DH) deve ir nos próximos dias ao Projac para "tomar o depoimento do participante, que alegou ser autor de um homicídio".
A Globo diz não ter nenhuma informação sobre a intervenção policial no programa.

continua após publicidade