Continua o júri de criminoso com extensa ficha criminal em Apucarana - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Especial

Continua o júri de criminoso com extensa ficha criminal em Apucarana

Foto: Dirceu Lopes
Foto por
Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

Continua nesta tarde, no fórum de Apucarana, o julgamento de Reginaldo Aparecido Onório, de 33 anos.

Reginaldo é acusado do assassinato de Osvaldo Fernandes.

O crime ocorreu em Abril de 2009, próximo a uma pista de motocross, localizada na região da Vila Reis em Apucarana. Reginaldo matou, a golpes de faca, Osvaldo Fernandes, em troca de um automóvel Gol (placas ABX-9274). O réu é julgado pelos crimes de homicídio qualificado, ocultação de cadáver (veja a seguir), crime por motivo torpe e dissimulação – Reginaldo, que já estava preso, possui uma extensa ficha criminal com passagens anteriores por crimes de homicídio, roubo e também estupro.

Após uma pausa, o júri retornou por volta das 13h.  Até às 15h esta tarde, o júri seguia sem grandes transtornos. Em seus relatos, Reginaldo constantemente insiste que é inocente e que um "erro da justiça" teria ocorrido. O promotor atuante no caso é Gustavo Marcel Fernandes Marinho. O juiz quem conduz o julgamento é Oswaldo Soares Neto. O advogado Sandro Bernardo é responsável pela defesa de Reginaldo.

 

Gustavo Marcel Fernandes Marinho (centro) é o promotor atuante no caso - Foto: Dirceu Lopes

 

Crime

Reginaldo foi contatado, através de seu irmão Reinaldo Aparecido Onório, por Dercilia de Lourdes da Silva e Romilton Pereira da Silva – casados, um com o outro na época do crime - que teriam encomendado o assassinato de Osvaldo oferecendo a ele um automóvel Gol. Uma dívida em dinheiro com o casal, além do fato de Osvaldo já ter tido um relacionamento com Dercília, teriam motivado o crime.

Para realizar o crime, no dia 21 de abril de 2009, Reginaldo teria atraído a vítima para o local citado (que corresponde a uma região sem movimento) informando que Dercilia de Lourdes da Silva (com quem Osvaldo havia se envolvido amorosamente) estaria no local.

Reginaldo foi até o local com uma bicicleta, de propriedade de Romilton, onde encontrou e ameaçou Osvaldo com uma faca, colocando a mesma contra seu pescoço. Osvaldo foi obrigado a se ajoelhar e teve suas mãos amarradas.

Em seguida, Osvaldo foi morto a golpes de faca que o atingiram na região do pescoço e no rosto. Após o crime Reginaldo ainda ocultou o cadáver da vítima em um matagal existente próximo ao local da morte.

O júri teve início ás 9h desta terça-feira (18).

foto: Dirceu Lopes
Foto por
foto: Dirceu Lopes
Foto por
Reginaldo teria matado, por motivo torpe, Osvaldo Fernandes - Foto: Dirceu Lopes
Foto por
Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Continua o júri de criminoso com extensa ficha criminal em Apucarana"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Candidatos

Não encontramos candidatos com o filtro selecionado.

Mais Notícias