Especial

Bombeiros de Apucarana registram 3º incêndio nas últimas 36 horas

Da Redação ·

Mais um incêndio em edificação exigiu mobilização de equipes do Corpo de Bombeiros de Apucarana por volta das 16h20 desta segunda-feira (2). Nas últimas 36 horas essa foi a terceira situação do gênero registrada na cidade. 

Segundo informações dos Bombeiros, uma casa situada Rua Tapuias 58, no Jardim Colonial (zona leste da cidade) está em chamas. O trabalho de combate ao fogo é realizado de forma intensiva. O fogo começou na sala. Uma criança de seis anos estava na moradia e foi para o quarto quando as tiveram início. A criança inalou muita fumaça e foi encaminhada ao Hospital da Providência com intoxicação. A proprietária da residência, Antônia Cândida de Oliveira, ficou em estado de choque e também foi levada para o hospital. Todos os móveis da casa acabaram destruídos.
 

continua após publicidade
confira também



Vagão - Por volta das 23h30 de sábado um vagão de trem pegou fogo durante o final de semana no pátio de manobras da empresa, anexo à Estação Ferroviária, na Avenida Governador Roberto da Silveira, na Barra Funda, no centro de Apucarana.

Duas guarnições do Corpo de Bombeiros foram até o local para debelar as chamas e fazer rescaldo. A causa do incêndio não foi informada. Ninguém ficou ferido.  

Tecelagem - No final da manhã de domingo (1), um incêndio de grandes proporções ocorreu em barracão de tecelagem da empresa Companhia da Malha, de Apucarana, situada na Rua Geremias Lunardelli, próximo à Padaria Pão Quente, na Barra Funda (área central da cidade).

O fogo praticamente destruiu toda a dependência física da fábrica, incluindo cerca de 20/30 toneladas de fios têxteis e uma máquina recém-adquirida por R$ mais de 200 mil.

Bombeiros gastaram mais de 50 mil litros de água para apagar as chamas e fazer rescaldo. Todo efetivo da corporação foi mobilizado, inclusive bombeiros de folga e a Defesa Civil de Jandaia do Sul, dois caminhões pipas de uma empresa privada e uma retro escavadeira da Sanepar, empregada para revirar os produtos queimados. Até populares auxiliaram nos trabalhos, que começaram às 10 da manhã de domingo e só foram concluídos depois das 17 horas. Ninguém ficou ferido.

O valor do prejuízo total causado pelo incêndio ainda não foi informado pela direção da empresa.