Mais lidas
Ver todos

    Especial

    Cadeia Pública de Arapongas vai ter ala feminina

    Investigador Kleber Ulisses mostra local onde deverá ser edificada a ala de carceragam feminina da 30ª Delegacia Regional de Polícia
    Foto por
    Escrito por Carol Flores - Tribuna do Norte - Diário do Paraná
    Publicado em Editado em
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

    Vários setores da sociedade estão se unindo para bancar a construção de uma nova ala no setor de carceragem do 30ª Delegacia Regional de Polícia (DRP) de Arapongas. O setor feminino deverá ser instalado em caráter de urgência e será viabilizado através de doações do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) e de empresários da cidade. Uma parte da obra também será custeada pela própria delegacia, através do fundo rotativo.

    De acordo com o delegado-chefe da 30ª Delegacia Regional de Polícia (DRP), Osnildo Carneiro Lemes, a situação das detentas em Arapongas é preocupante, já que 22 mulheres estão abrigadas em um espaço que tem capacidade para apenas seis pessoas. “As mulheres estão todas amontoadas em uma única cela. É necessário que se construa uma ala para elas urgentemente”, adverte o delegado.
     

    confira também



    A nova ala será construída em uma area de aproximadamente 80 metros quadrados, em local atualmente utilizado como depósito de veículos apreendidos. Serão feitas três celas com capacidade para 18 detentas cada. O valor da construção gira em torno de R$ 100 mil. De acordo com o delegado, já estão em caixa cerca de 30% do valor. O restante deverá vir até o início do ano que vem através das doações, quando então será iniciada a construção. “Vamos iniciar a construção somente quando tivermos todo o dinheiro para a execução da obra”, ressaltou Osnildo.

    O delegado explicou ainda que para o Estado construir a nova ala seria necessário abrir uma licitação pública, o que demandaria um tempo precioso. “Precisamos da ala feminina imediatamente. Por isso, mobilizamos a sociedade”, reforçou.

    O presidente do Conselho Comunitário de Segurança, Devanir Estrada, informou que a instituição irá colaborar com a execução da obra, mas afirma ainda não saber o valor que será doado. Na sua opinião, o ideal seria a construção de um Centro de Detenção, que já foi prometido pelo governo do Estado, e até agora não saiu do papel. “A construção da ala feminina é um remendo na delegacia de Arapongas. O ideal seria construir o Centro de Detenção”, ressalva Estrada, opinião dividida pelo delegado.

    TRANSFERÊNCIA
    As presas que atualmente estão na delegacia de Arapongas eram detidas, até início de setembro, na delegacia de Sabáudia. No entanto, de acordo com o delegado Osnildo Carneiro Lemes, a segurança do local estava comprometida, já que não tinha agente penitenciário no local.

    O delegado conta que houve uma denúncia de que as detentas fariam uma fuga em massa, e, por isso, ele decidiu fazer a remoção delas. “Não tinha ninguém cuidando das presas na delegacia. Estava fácil para elas fugirem. Antes que isso acontecesse, resolvi trazê-las para Arapongas”, relembra Osnildo.
    A união da comunidade araponguense já conseguiu também construir o centro de formação de policiais militares, na sede da 7ª Companhia Independente.                

    Gostou desta matéria? Compartilhe!
    TNTV
    TNTV

    Idoso de 105 anos se recupera da Covid-19 em Arapongas

    Deixe seu comentário sobre: "Cadeia Pública de Arapongas vai ter ala feminina"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

    Mais Notícias