Especial

Após morte de detento, AMS coleta de sangue no minipresídio

Da Redação ·

Após um preso morrer nesta semana em decorrência de problemas pulmonares, equipes da Autarquia Municipal de Saúde (AMS) da Prefeitura de Apucarana coletaram hoje (14) amostras de sangue de 16 presos.

Eles tiveram contato com o rapaz falecido em cela do minipresídio e com o detento tuberculoso transferido para o Complexo Médico Penal, em Piraquara, na região metropolitana de Curitiba.

O objetivo é fazer a análise do sangue coletado para saber se houve contaminação pelo Bacilo Koch, que causa a tuberculose.
 

continua após publicidade
confira também



Superlotação - O minipresídio de Apucarana tem capacidade para 120 detentos, mas atualmente 259 homens e 21 mulheres estão encarcerados na unidade de custódia cautelar (temporária). 

Leia mais na edição de quinta-feira da Tribuna do Norte - Diário do Paraná