Jornalista é condenado à prisão por injúria preconceituosa - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Especial

Jornalista é condenado à prisão por injúria preconceituosa

Crédito da foto - ww2.abi.org.br
Foto por
Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

Paulo Henrique Amorim, jornalista contratado da Record, foi condenado a um ano e oito meses de reclusão por praticar injúria preconceituosa contra o repórter da Globo, Heraldo Pereira. As informações são da coluna de Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo.

Segundo a publicação, o apresentador do 'Domingo Espetacular' chamou Pereira de "negro de alma branca" em seu blog pessoal. O texto, que criticava o colega de profissão, foi publicado em 2009. Além disso, ele disse que o repórter global "não conseguiu revelar nenhum atributo para fazer tanto sucesso, além de ser negro e de origem humilde".

A desembargadora Nilsoni de Freitas Custódio concluiu que as declarações foram ofensivas e intencionais.

A pena pode ser substituída por restritiva de direito, que é cumprida em liberdade. A advogada de Paulo Henrique Amorim afirmou que vai recorrer da decisão. 

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Jornalista é condenado à prisão por injúria preconceituosa"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Candidatos

Não encontramos candidatos com o filtro selecionado.

Mais Notícias