Especial

IML de Apucarana confirma morte de mulher ferida em acidente

Da Redação ·

O Instituto Médico Legal (IML) de Apucarana confirmou, na tarde desta quarta-feira (29), que o corpo de Terezinha Oliveira Leite Santos, de 52 anos, passou por exame de necropsia. Ela faleceu no final da noite de  terça-feira, no município de Borrazópolis, de insuficiência respiratória decorrente de embolia pulmonar, provocadas por lesões sofridas em acidente de trânsito ocorrido no dia 12 deste mês. Terezinha era esposa do agricultor Juraci Santana Santos e residia no bairro 200 alqueires,  em Borrazópolis.

A notícia pegou os familiares de surpresa, pois “DonaTerezinha”, como era carinhosamente chamada, estava aparentemente se recuperando bem de ferimentos sofridos no acidente ocorrido na noite de 12 de maio na PR- 466, em trecho entre Borrazópolis e Kaloré, quase defronte ao campo do Bairro Patinhos. No dia da ocorrência de trânsito ela ocupava um veículo VW Parati conduzido pelo esposo Juraci, quando o carro colidiu com um VW Gol com placas de Cruzmaltina, dirigido pelo vereador Marcos Paulo Glégio, o "Marreco", de 32 anos.

continua após publicidade
confira também


Dona Terezinha ficou internada por alguns dias no Hospital da Providência com fraturas na perna, ferimento na cabeça e um dreno no pulmão. Ela foi liberada pelo hospital em Apucarana e, conforme familiares, aparentemente estava bem, mas na noite de terça-feira começou a passar mal na casa de sua sogra, que fica nos fundos do prédio da antiga Ópera Tintas, em Borrazópolis.

Ela teve primeiro uma espécie de diarreia, seguida de dor forte no peito e muita falta de ar. “Nós da família tínhamos convidado amigos e familiares para rezar um terço como gesto de agradecimento pela saúde dela, e de repente fomos surpreendidos pela situação", afirmou o marido Juraci.

A muler foi levada para o Hospital Municipal de Borrazópolis, mas não resistiu e faleceu. A família decidiu encaminhar o corpo ao IML de Apucarana para apuração exata da causa da morte. A necropsia confirmou que Dona Terezinha morreu de embolia pulmonar e insuficiência respiratória.