Especial

Socos e banho de xixi: veja músicos 'barraqueiros' do Lolla

Da Redação ·
Alice Glass, do Crystal Castles, se joga no público do festival Coachella, em 2011. Um ano antes, ela socou um fã que pegou em seu seio em outra incursão pela plateia no festival Latitude (Foto: Frazer Harrison/AFP)
fonte:
Alice Glass, do Crystal Castles, se joga no público do festival Coachella, em 2011. Um ano antes, ela socou um fã que pegou em seu seio em outra incursão pela plateia no festival Latitude (Foto: Frazer Harrison/AFP)

O público máximo de 60 mil pessoas por dia, evitando a "superlotação" ocorrida em 2012, propicia um clima mais tranquilo ao público do Lollapalooza, que começa na sexta-feira (29), no Jockey Club de São Paulo. Mas o pavio curto de algumas das estrelas do festival não garante o mesmo ambiente ameno em cima do palco.

Alice Glass, dos Crystal Castles, Josh Homme, do Queens of the Stone Age, Mike Patton, do Tomahawk, e os músicos do Major Lazer já protagonizaram "barracos" e cenas incomuns em outros festivais pelo mundo. Mesmo que as passagens anteriores pelo Brasil tenham sido relativamente tranquilas, experiências anteriores de festivais mostram que eles não levam desaforo para casa e não seguem modelos mais tradicionais de comportamento.

Um mergulho no público é o mínimo que se pode esperar da performance da franzina e furiosa Alice Glass. Mesmo nos shows mais “tranquilos”, como no festival paulistano SWU, ela costuma ir para o corpo a corpo com a audiência. Mas o mergulho pode ser mais turbulento. No festival inglês Latitude 2010, ela deu bronca e socou um fã que pegou no seu seio enquanto ela "surfava" na plateia. "Eu vou te chutar na cabeça se você pegar no meu peito", bradou a moça, equanto o fã era expluso pelos seguranças do evento.


As informações são do G1

continua após publicidade