Especial

Câmara questiona legalidade de parquímetro em Apucarana

Da Redação ·

Após muitas cobranças dos usuários insatisfeitos com o serviço prestado pela Lapasa, empresa que gerencia os parquímetros em Apucarana, os vereadores se reuniram na tarde de quarta-feira dia (20) com dirigentes do estacionamento rotativo para discutir melhorias nos serviços.

Durante a reunião várias sugestões foram feitas pelos vereadores, entre elas o preço cobrado pela hora de estacionamento, o grande número de multas geradas pelos agentes e também os defeitos nas maquinas quando nelas depositado moedas.

Os problemas nas maquinas por não constar o crédito ao adicionar moedas, deram aos parquímetros o apelido de “caça-níqueis” entre a população. Para o presidente da Câmara, José Airton de Araújo (PR), o Deco, algumas medidas deverão ser tomadas pela empresa para melhorar o serviço realizado. ”Estamos aqui única e exclusivamente para atender as necessidades do povo, fomos eleitos para isso e, se a população está descontente é nossa obrigação fiscalizar”.

Na ocasião o vereador Deco constatou que o contrato da Lapaza não está legal, pois deveria ter sido remetido à aprovação dos vereadores quando no mês de maio do ano passado a administração da cidade renovou o contrato sem nenhum parecer do legislativo. “As leis servem para serem cumpridas e não burladas, sempre manifestei meu posicionamento desta maneira, agora teremos que rever a situação dessa renovação contratual” ratificou Deco.
Atualmente estão demarcadas 1047 vagas de estacionamento na região central da cidade, com o valor de R$ 1,40/hora, sendo 45 fiscais para atender os usuários.

Por sua vez, o responsável pela empresa Lapaza, Reinaldo Zaneti disse que muitas melhorias estão sendo realizadas a fim de solucionar os problemas, ele ainda afirma que em breve os botons poderão ser adquiridos em diversos pontos da cidade e que o dinheiro arrecadado pela empresa já vem sendo revertido em melhorias para o trânsito do município. 

Ainda na reunião o vereador Vladimir José da Silva (PDT) indagou aos empresários quais seriam os benefícios do motorista ao efetuar o pagamento do estacionamento rotativo. “Quando pagamos R$ 2,00 para deixar o carro em um estacionamento particular o proprietário se responsabiliza pelo carro e objetos que estejam em seu interior, queria saber quais as vantagens ao pagarmos para a taxa para a Lapaza”, argumentou. Segundo Zaneti, a empresa colabora com a prefeitura em serviços de sinalização e melhorias no trânsito.

continua após publicidade