Especial

Arapongas multa 8,4 mil motoristas infratores

Da Redação ·
Arapongas multa 8,4 mil motoristas infratores
fonte: Arquivo
Arapongas multa 8,4 mil motoristas infratores

Os órgãos responsáveis pela fiscalização de trânsito estão mais atuantes na região. Segundo o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR), o número de infrações que resultaram em multa aumentou 42,5% nas cidades de Apucarana, Arapongas, Ivaiporã e Jandaia do Sul entre 2011 e 2012. Em números absolutos, foram 45.136 casos no ano passado contra 31.669 no período anterior. O excesso de velocidade foi o quesito mais punido, com 10.873 multas aplicadas. O município campeão nesse tipo de infração foi Arapongas, respondendo por 77,5% do total. No ano passado, a cidade chamou atenção pela quantidade de mortes no trânsito. Segundo o último relatório estatístico da Secretaria de Segurança Pública, 56 pessoas morreram vítimas de acidentes de janeiro a setembro.

De acordo com o inspetor do posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Apucarana, Pedro Faria, o excesso de velocidade é a imprudência que mais influencia os acidentes de trânsito. Desta forma, a estratégia da PRF está sendo aumentar presença nos pontos onde há mais ocorrências.

“A Delegacia de Londrina está bastante rigorosa na questão da fiscalização”, afirma. Um dos instrumentos utilizados pela corporação é o chamado radar móvel. “A cada duas horas de operação, captamos uma média de 300 imagens de veículos em excesso de velocidade”, informa ele. Um dos pontos comumente fiscalizados é a BR-369, entre Apucarana e Arapongas.

Boa parte do aumento das multas na região foi puxado pela drástica elevação nas infrações de trânsito em Arapongas. Nos dois últimos anos, foram 70,5% casos a mais. A principal infração cometida foi o excesso de velocidade. Em 2012, só nesse quesito, foram 8.435 casos, o que representa quase três vezes mais o que o município de Ivaiporã registrou em um ano contando todos os tipos de multa. Outra irregularidade que cresceu entre os araponguenses foi a ausência no uso de cinto de segurança (3.995).

Uma das razões para esse ‘salto’, segundo o inspetor Pedro Farias, é o acirramento das operações da Polícia Federal na região. “Como aquele trecho (da BR-369) em Aricanduva (distrito de Arapongas) e também o Trópico de Capricórnio estão entre os mais críticos da nossa área de abrangência, começamos a fiscalizá-lo mais constantemente”, explica o policial, acrescentando que o trecho é tido como um dos mais complicados de toda abrangência da Delegacia regional de Londrina, responsável por 707 quilômetros de rodovias.

APUCARANA
Em Apucarana, estacionar em local proibido causou a maioria das autuações. Foram 4.186 em 2012, um aumento de 64.6% em relação ao ano anterior. O comandante da Guarda Municipal (GM), Ataíde Pantaleão da Silva, confirma. “Muita gente estaciona em locais destinados a deficientes e em guias rebaixadas. É um problema cultural do motorista apucaranense”, opina. No cargo há quatro dias, ele afirma que a nova administração priorizará conscientização.

Continuaremos com o trabalho fiscalizatório, mas atuaremos forte na área de orientação aos condutores”, revela. Jandaia do Sul foi o único municípios dos quatro analisados que diminuiu o número de multas no período: de 1.621 para 1.402.

continua após publicidade