Entretenimento

Raul visita Léo no hospital, e o filho se faz de vítima

Da Redação ·
 Raul diz a Léo que Afrânio está morto
fonte: Divulgação
Raul diz a Léo que Afrânio está morto

Léo (Gabriel Braga Nunes) está se recuperando no hospital quando recebe a visita de Raul (Antônio Fagundes). O filho já sabe que o pai denunciou a gangue de caça-níqueis, e os dois acabam discutindo.
 

continua após publicidade

"Não te denunciei para polícia, Léo, mas não vou negar que pensei nisso! Estou em um desespero tão grande para ver se você se torna um pouco menos inconsequente, um pouquinho menos que seja, que estava disposto a te dar um tratamento de choque! Mas não tive coragem", Raul se explica.
 

Léo responde com grosseria ao dizer: "Bom saber que eu não conto com a sua generosidade, mas conto com a sua covardia". E o bate-boca continua. Raul conta que Afrânio está morto e deixa Léo surpreso, e ainda mais preocupado:
 

continua após publicidade

"E você acha mesmo que acabou aí? Esses caras não trabalham sozinhos, logo vem alguém atrás de mim querendo vingança, aí você vai poder ficar tranquilo, sobram só você e o Pedro (Eriberto Leão), a família perfeita que você sempre quis".


Raul tenta entender o que levou o filho a se meter com essa gangue, mas Léo não dá o braço a torcer e pede para o pai sair do quarto. Antes, porém, Raul dá um beijo na testa do rapaz, que não se comove.