Entretenimento

Troca de Família deixa a Record na vice-liderança

Da Redação ·
Daniela e Clara: o reality continua fora das câmeras
fonte: Divulgação
Daniela e Clara: o reality continua fora das câmeras

Cercado de expectativas depois da revelação de que uma suposta traição durante a gravação do programa, o “Troca de Família” deu a vice-liderança para a Record no horário. Segundo prévia do Ibope, a atração rendeu média de 13 pontos, contra 19 da Globo, que exibia “Amor e Sexo”. O episódio de estreia da nova temporada na verdade havia sido gravado no ano passado e estava na gaveta há alguns meses. Demorou para a emissora perceber, no entanto, que, no quesito repercussão, ele era nitroglicerina pura.
 

continua após publicidade

O reality mostrou uma troca de mães. A escritora paulista Clara Averbuck deixou a metrópole rumo a Arraial D’Ajuda, no litoral da Bahia. A estilista baiana Daniela veio a São Paulo e teve de se adaptar a urbanidade e ao estilo de vida mais agitado. Ambas, claro, teriam de lidar com as diferenças com os novos “maridos” e “filhos”. A edição rendeu bons momentos. Mas o melhor mesmo acontecia do lado de fora. Sabendo da exibição do reality, Clara resolveu romper o segredo: já separada, revelou que Daniela ficou com Reginaldo seu parceiro na época. E, claro, não se falou em outra coisa. Durante o tempo em que o programa esteve no ar, foi parar entre os mais comentados do Twitter.
 

O “Troca de Família” só confirma que o brasileiro tem vocação para ser público de reality show. Assim como ocorre no “BBB” a devassa promovida na vida pessoal dos participantes torna-se elemento fundamental para apimentar a história. Na primeira parte deste intercâmbio, não se mostraram muitos indícios da falada traição. Provavelmente, não será visto muita coisa sobre o assunto – embora as chamadas mostrem Daniela dizendo que “o que os olhos não veem o coração não sente”. Mas só o fato de saber que ela ocorreu mudou completamente a forma com que a trama foi vista pelos olhos de muitos. A cada cena era como o espectador fosse um pequeno detetive procurando pistas ou confirmações.
 

continua após publicidade

Tecnicamente o programa foi bom – apesar de ter deixado uma vinheta longuíssima para o final, o que quebrou um pouco do ritmo. Mas é preciso dizer que foi um tanto desnecessário o destaque exacerbado ao modo de vida de Clara. Não é por ter um estilo de vida que difere do “tradicional” que isso faz dela “boa” ou “má”. A edição pesou um pouquinho a mão. O que menos se viu no capítulo foi como de fato vivia a família de Daniela. Ainda assim, essa novela da vida real cativou a todos. Impossível não estar curioso pelo desfecho da história.