Entretenimento

"Sou bem durona com relação a dor," diz Sandy

Da Redação ·
 Sandy pratica boxe há 4 anos
fonte: Divulgação
Sandy pratica boxe há 4 anos

Sandy falou em entrevista à revista "Veja", publicada neste sábado (5), sobre sua paixão pelo boxe, esporte que pratica há quatro anos “para aliviar o stress do dia a dia, exorcizar as coisas ruins”, e a ansiedade em poder assistir a luta de Anderson Silva contra Vitor Belfort em Las Vegas, no hotel-cassino Mandalay Bay, na madrugada de domingo (6).
 

continua após publicidade

"Eu estava querendo viajar para os Estados Unidos e quando soube da luta planejamos a viagem de acordo com o evento. Mas quase perdemos a luta. Um amigo do Lucas (Lima, marido de Sandy) ia casar no mesmo dia, mas o casamento foi adiado. Ainda bem...”, disse a cantora.
 

Aos 28 anos, Sandy, 1,58 metro e 41 quilos, formada em Letras, falou empolgada sobre a disputa. “Em quase todas as lutas rola uma reunião em casa. Assisto todas que posso. Não perco nada, gosto ver todos os detalhes. Na última luta do Anderson, contra Chael Sonnen, fiquei maluca, com dor de estômago. Torci muito e o Anderson venceu no finalzinho. Foi demais.”
 

continua após publicidade

Durante a conversa, a cantora confessou que tem aflição quando algum lutador sangra e não gosta de ver joelhada no rosto. “Acho que não devia ser permitido. Às vezes quebram nariz, e penso na dor que sentem na hora. Prefiro quando a luta é mais trocação", disse Sandy, que já teve o nariz fraturado. “Sou bem durona com relação a dor. Estava fazendo musculação há uns quatro anos, e não encaixei direito a barra do supino: ela escapou e bateu no meu nariz. Fui descobrir que meu nariz havia quebrado em dois lugares uma semana depois. Senti muita dor e cheguei a me apresentar com o nariz inchado, mas ninguém percebeu.”