Entretenimento

Me senti culpada por não ficar em casa, diz Cissa

Da Redação ·
 Cissa Guimarães comentou como foi a perda do filho Rafael
fonte: Divulgação/Contigo
Cissa Guimarães comentou como foi a perda do filho Rafael

A atriz Cissa Guimarães falou sobre a morte do filho Rafael, em julho do ano passado, à revista "Contigo!". Rafael, 18, foi atropelado em 20 de julho no Túnel Acústico, no Rio de Janeiro.
 

continua após publicidade

"Para a peça ['Doidas e Santas'], preciso fazer exercícios aeróbicos. Então, após dois meses da passagem do Rafa, voltei à academia. Meu Deus do céu, juro, tive vontade de sair correndo. É uma minoria, mas algumas pessoas olhavam e falavam: 'Como pode? Já voltou?' E eu mesma me sentia culpada. Pensava: como não estou em casa trancada e estou aqui numa esteira correndo? Tive de trabalhar muito isso na terapia do luto", disse Cissa.
 

"Estou aprendendo a ter uma compreensão do que é a morte. Nós, ocidentais, somos pessimamente educados para isso. Além da compreensão emocional e espiritual, a gente não sabe lidar com coisas pragmáticas como entrar no quarto do seu filho, o que fazer com as coisas dele ou se volta a trabalhar."
 

continua após publicidade

A atriz conta que, ao ser escalada para a novela "Morde & Assopra", negou o convite por medo. "Quando o Walcyr Carrasco me chamou, eu disse não. Tinha medo. Não tinha condições emocionais e físicas porque há dias em que eu dizia para mim: não posso fazer as duas coisas, não tenho condições."